Informar

Brasil tem mais de mil escolas ocupadas contra a PEC 241

A Escola Estadual professor Silvio Xavier Antunes, zona norte de São Paulo, aderiu ao movimento nesta segunda-feira, dia 24

Por: Redação | Comunicar erro

Na noite desta segunda-feira, dia 24, os estudantes ocuparam a Escola Estadual professor Silvio Xavier Antunes, zona norte de São Paulo, em protesto contra a reforma do Ensino Médio e a PEC 241, a ser votada nesta terça na Câmara. No total, cerca de mil ocupações acontecem em quatro estados do Brasil, no movimento batizado de primavera secundarista.

No Paraná, de acordo com o levantamento dos alunos, estão ocupadas 850 instituições, das 2.114 escolas estaduais, além de 14 universidades. Segundo o El País, a Secretaria de Educação confirma 792. Já em Minas Gerais, o Governo afirma que são 38 escolas e, no Espírito Santo, cinco.

As escolas estão ocupadas em protesto contra a reforma do Ensino Médio e a PEC 241
As escolas estão ocupadas em protesto contra a reforma do Ensino Médio e a PEC 241

A Escola Silvio Xavier, que fica no bairro do Piqueri, em São Paulo, também foi ocupada no ano passado em apoio às manifestações dos secundaristas contra a reorganização escola do Governo Alckmin (PSDB). A instituição estava na lista dos 92 colégios que seriam fechados.

Desta vez, os estudantes se manifestam contra a reforma do Ensino Médio, anunciada pelo presidente Michel Temer no fim de setembro. Caso sejam aprovadas na Câmara dos Deputados, as mudanças podem começar a valer a partir do ano que vem e incluem a expansão do ensino integral e a flexibilização do currículo.

Em São Paulo, outras escolas pensam em aderir às ocupações desde o início de outubro. No dia 8 deste mês, o colégio estadual Caetano de Campos, no centro de São Paulo, foi ocupado pelos alunos, que deixaram o local no mesmo dia após a chegada da Tropa de Choque da Polícia Militar. Em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo, a escola Edna Alvares Barbosa também participa dos protestos.

Se o movimento continuar, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pode ser cancelado nas escolas ocupadas. A prova acontece nos dias 5 e 6 de novembro. O ministro da Educação, Mendonça Filho, pediu para que os estudantes saiam das ocupações até a próxima segunda, dia 31. Caso isso não ocorra, as provas serão adiadas nesses locais.

Confira a lista de todas escolas ocupadas no país. 

Compartilhe: