Últimas notícias:

Loading...
EM ALTA

Centenário de Paulo Freire motiva aulas e cursos gratuitos sobre o educador

Patrono da Educação faria 100 anos em 2021

Por: Redação

Nascido em Recife, no dia 19 de setembro de 1921, Paulo Freire é um dos teóricos da pedagogia mais lidos do mundo. No ano de seu centenário, diversas instituições e acadêmicos oferecem aulas e cursos gratuitos sobre o Patrono da Educação Brasileira.

Abaixo, selecionamos alguns desses projetos que acontecem neste mês. Confira:

Crédito: Nefandisimo/Wikimedia CommonsMural ilustrado com desenho de Paulo Freire

A Faculdade de Educação (FE) da USP organizou o seminário internacional “Ano 100 com Paulo Freire: Tempos, Espaços, Memórias, Discursos e Práticas”. Com discussões sobre o legado de Freire no Brasil e no mundo, o evento acontecerá de forma virtual.

A transmissão de seminário internacional acontecerá até o dia 10 de setembro pelo canal no YouTube da FE e a programação, assim como outras informações, pode ser conferida no site da instituição.

“100 Anos de Paulo Freire: Esperançar em Tempos de Barbárie” reúne acadêmicos de diversas instituições e segue com programação inédita até o dia 23 de setembro. As inscrições são no site da Rede Emancipa.

No dia 16 de setembro, via YouTube, será a vez da UFSCar celebra centenário do educador, com “Atualidade e Urgência da Pedagogia do Oprimido”. Quem participar terá direito a certificado.

A série de webinários “Paulo Freire: 100 anos”, oferecida pelo Instituto Unibanco e pela Escola do Parlamento, ocorre de 8 a 22 de setembro. Durante os encontros, serão discutidas as obras do educador.

O ciclo “Educação para Juventudes” será transmitido ao vivo todas as quartas-feiras, a partir das 16h, no canal do Instituto Unibanco no YouTube. Em 15 de setembro, o webinário “Histórias e legados” discutirá a história e o legado de Freire para a educação. No dia 22, o último webinário, “Educação e mudança social”, tratará das relações entre educação e mudança numa perspectiva de justiça social.

Do Sesc SP, a live “Paulo Freire: Pensamento, Experiência e Derivações”, que ocorre no dia 18 de setembro, promove um bate papo sobre memórias e experiências reveladoras e o impacto de Paulo Freire em práticas educacionais e vivências cotidianas. O Sesc TV também exibe, a partir do dia 19 de setembro, a série documental “Paulo Freire, Um Homem do Mundo”.

Educadores e interessados na área podem assistir gratuitamente a vídeos sobre Paulo Freire. Disponíveis no site Domínio Público, os vídeos contam com versão com tradução para Libras.

Paulo Freire

A vida e a obra de Paulo Reglus Neves Freire foram marcadas por sua clara opção a favor dos oprimidos. Nascido em uma região pobre do país – Recife, Pernambuco, em 1921 – ele pôde, desde cedo, observar as dificuldades de sobrevivência das classes desfavorecidas. Talvez daí tenha vindo a sua indignação contra as injustiças e seu grande desejo: a transformação da sociedade que, segundo ele, devia ser menos autoritária, discriminatória e desigual.

Paulo Freire é considerado um dos mais importantes pensadores da história da pedagogia.

A sua prática na educação, ou sua práxis educativa, como ele preferia chamar, foi sempre coerente com o seu sonho de democracia, desde os tempos de professor de escola, até aqueles em que passou a criador de ideias e “métodos”, os quais assistiu serem reconhecidos e divulgados pelo mundo.

De acordo com a Google Scholar – ferramenta de pesquisa para literatura acadêmica –, o educador, pedagogo e filósofo brasileiro, Paulo Freire, é o terceiro pensador mais citado do mundo em trabalhos acadêmicos de universidades de humanas.

A pesquisa, realizada pelo professor Elliot Green, indica que o brasileiro foi mencionado 72.359 vezes. O filósofo Thomas Kuhn está em primeiro lugar, com 81.311 citações, e logo em seguida o sociólogo Everett Rogers, com 72.780.

A obra de Freire, “Pedagogia do Oprimido”, está entre os 100 livros mais solicitados em universidades de língua inglesa pelo mundo, sendo a única brasileira a entrar na lista. O livro discute a contradição entre opressores e oprimidos e de como é necessário criar uma ação para solucionar essa oposição.

O teórico da educação, portanto, não é referência só no Brasil. É reconhecido internacionalmente e já foi homenageado com ao menos 35 títulos de Doutor Honoris Causa por diversas universidades, além de ter recebido prêmios como, por exemplo, o Educação pela Paz da Unesco.

Paulo Freire morreu no dia 2 de maio de 1997, aos 75 anos, em São Paulo.

Compartilhe: