Conheça a história da doméstica que se tornou juíza ao usar livros encontrados no lixo

Por: Keila Baraçal Comunicar erro

Antonia Maria Faleiros é mineira de Serra Azul (MG) e tem uma história inspiradora de esforço e superação. De empregada doméstica,  tornou-se juíza usando os livros que encontrou no lixo.

De uma família de 5 filhos, Antônia é a mais velha. Trabalhou desde cedo. Já aos 12 anos passava o dia em canavial. Mas, independentemente da juventude difícil, sempre fez questão de praticar o hábito da leitura.

Reprodução
Antônia Maria Faleiros chegou a dormir em pontos de ônibus

O tempo passou e Antônia conseguiu se formar no ginásio e fazer magistério. Mudou-se, então para a capital mineira, Belo Horizonte, para ser empregada doméstica.

Em seguida, inscreveu-se para um concurso de oficial de justiça no Tribunal de Justiça de seu estado. Como não tinha dinheiro para comprar o material de estudos, Antônia pegava do lixo folhas borradas de um mimeógrafo que fazia apostilas de um cursinho preparatório. Ela ficou em terceiro lugar.

Depois dessa vitória, a então oficial de justiça foi estudar direito na Universidade e se tornou juíza. “Eu rompi uma barreira”, diz Antônia. “Gosto de contar essa história para reafirmar: a filha de uma dona de casa simples e de um trabalhador rural pode sim alcançar o que quer. Todos nós podemos”, completa.

Compartilhe:

1
48:28
ENEM! Aulão de história na Catraca
Em ritmo de Enem, a Catraca Live, em parceria com a SAS plataforma de Educação, realizou uma série de Lives …
2
59:42
ENEM! Aulão de português na Catraca
Em ritmo de Enem, a Catraca Live, em parceria com a SAS plataforma de Educação, realizou uma série de Lives …
3
47:47
ENEM! Aulão de matemática na Catraca
Em ritmo de Enem, a Catraca Live, em parceria com a SAS plataforma de Educação, realizou uma série de Lives …
4
04:21
Weintraub usa o MEC para tentar tirar verbete da Wikipédia do ar
Uma matéria publicada pelo jornal Folha de S. Paulo mostra que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, usou o peso …
5
01:46
Os erros de português mais absurdos do governo Bolsonaro
A língua portuguesa não é bem o forte da gestão Bolsonaro. Vários nomes importantes do governo já escorregaram no idioma …
6
02:13
O estilista que ensina de crochê em penitenciária masculina
O projeto Ponto Firme, criado pelo estilista Gustavo Silvestre, tem como objetivo transformar a vida de detentos de uma penitenciária …
7
03:24
1ª diretora trans de uma escola pública em São Paulo
Paula Beatriz de Souza é a 1ª diretora trans de uma escola pública em Sã Paulo. Ela superou preconceitos para …
8
31s
Maior Sarau do Mundo – Amanda Gedra
Participe você também do projeto do Catraca Livre que quer montar o maior sarau virtual do mundo. Clique aqui e …