Enem 2019: dicas para fazer uma redação nota mil

Confira algumas dicas da professora para garantir a famosa pontuação nota mil na prova

Por: Redação Comunicar erro

Nos dias 3 e 10 de novembro, mais de cinco milhões de estudantes farão as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em todo o Brasil. O exame é composto por quatro provas objetivas, com 45 questões cada, e uma redação de até 30 linhas.

Apesar dos assuntos das provas serem amplamente estudados e trabalhados durante o ano, o tema da redação é sempre uma surpresa, o que pode causar insegurança nos alunos.

Estar informado sobre os temas em debate é uma importante forma de se preparar para a redação

Para a professora de Língua Portuguesa e Redação do Colégio Marista Santa Maria, Denise Vieira da Maia, planejar previamente a construção do texto é uma maneira de começar bem o teste. “Antes de iniciar a escrita, faça um levantamento de dados sobre os quais você tem conhecimento em relação ao tema”, recomenda.

O segredo, ela pontua, está na preparação.“Um projeto de texto facilita o processo da escrita e garante que a redação estará alinhada à tese e, posteriormente, com as possíveis propostas de intervenção. Não deixe, portanto, de realizar esse procedimento antes de começar a escrever”, reitera.

Confira algumas dicas da professora para garantir a famosa pontuação nota mil na prova:

  • Argumentação é tudo

Usar argumentos de autoridade qualifica o texto, por isso é recomendado anotar pensamentos de filósofos, sociólogos, antropólogos, durante as aulas. Isso facilita na hora de utilizá-los de forma adequada na redação. No entanto, cuidado para não se apoiar em opiniões alheias. Esse tipo de mecanismo, ao ser utilizado, deve ser agregado ao argumento de sua autoria para reforçá-lo.

  • Intervenção

A proposta de intervenção deve apresentar cinco elementos obrigatórios: agente (quem realiza a ação), qual ação deve ser colocada em prática, modo/meio de execução, detalhamento e finalidade. A proposta deve respeitar os direitos humanos, o que pede uma reflexão crítica e atual da questão. Uma dica importante é que o termo ‘conscientizar’ nada agrega ao texto, portanto, deve ser evitado. Termos como: promover, proporcionar, propiciar, oferecer, fomentar e viabilizar são pontuais e proporcionam clareza à ação apresentada.

  • Use exemplos

Lembre-se de que um parágrafo argumentativo nada mais é do que um microtexto, ou seja, é composto por uma ideia núcleo, que deve ser devidamente fundamentada por meio de exemplos (de domínio público) e justificativas. Estar bem informado conta muito nessa hora e mostra riqueza de repertório. Finalizada essa etapa, faça uma análise para marcar autoria e reportar à tese ratificando-a.

1
48:28
ENEM! Aulão de história na Catraca
Em ritmo de Enem, a Catraca Live, em parceria com a SAS plataforma de Educação, realizou uma série de Lives …
2
59:42
ENEM! Aulão de português na Catraca
Em ritmo de Enem, a Catraca Live, em parceria com a SAS plataforma de Educação, realizou uma série de Lives …
3
47:47
ENEM! Aulão de matemática na Catraca
Em ritmo de Enem, a Catraca Live, em parceria com a SAS plataforma de Educação, realizou uma série de Lives …
4
04:21
Weintraub usa o MEC para tentar tirar verbete da Wikipédia do ar
Uma matéria publicada pelo jornal Folha de S. Paulo mostra que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, usou o peso …
5
01:46
Os erros de português mais absurdos do governo Bolsonaro
A língua portuguesa não é bem o forte da gestão Bolsonaro. Vários nomes importantes do governo já escorregaram no idioma …
6
02:13
O estilista que ensina de crochê em penitenciária masculina
O projeto Ponto Firme, criado pelo estilista Gustavo Silvestre, tem como objetivo transformar a vida de detentos de uma penitenciária …
7
03:24
1ª diretora trans de uma escola pública em São Paulo
Paula Beatriz de Souza é a 1ª diretora trans de uma escola pública em Sã Paulo. Ela superou preconceitos para …
8
13s
Maior Sarau do Mundo – Erika Vieira
Participe você também do projeto do Catraca Livre que quer montar o maior sarau virtual do mundo. Clique aqui e …