CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Enem 2020: inscrições estão abertas (como se NADA estivesse acontecendo)

Mobilização estudantil marcou um novo protesto virtual, com a hashtag #AdiaEnem, para 15 de maio

Por: Redação

Em meio à pandemia e pedidos de adiamento das provas, as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 estão abertas a partir desta segunda-feira, 11. Segundo o cronograma do Ministério da Educação (MEC), que não foi alterado, é possível se inscrever até o dia 22 de maio por meio da página do Enem na internet.

A taxa de inscrição custa R$ 85 e deve ser paga entre 11 e 28 de maio, em agências bancárias, casas lotéricas e correios. O Enem 2020 presencial será aplicado em 1º e 8 de novembro. Os participantes que optarem por realizar a versão digital do exame farão as provas nos dias 22 e 29 de novembro.

Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilEm meio à pandemia, MEC segue com cronograma do Enem 2020

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a estrutura do exame será mantida, com a aplicação de quatro provas objetivas, constituídas por 45 questões cada, e uma redação em língua portuguesa. Durante o processo de inscrição, o participante deverá selecionar uma opção de língua estrangeira — inglês ou espanhol.

Os estudantes que obtiveram a isenção da taxa também devem se inscrever no Enem. Os candidatos que não pediram isenção, mas se encaixam em um dos critérios para receber o benefício, terão direito mesmo sem a solicitação.

O cartão de confirmação da inscrição será disponibilizado em outubro, ainda sem um dia definido. Este cartão traz um resumo das principais informações para o candidato: número de inscrição; data, hora e local das provas; dados sobre atendimento especializado (se solicitado); e opção de língua estrangeira.

Mobilização para adiamento do Enem

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e mais dez instituições públicas estado do Rio de Janeiro, por exemplo, pedem o adiamento do Enem devido às mudanças no cronograma escolar por conta da pandemia do novo coronavírus. Universidades de todo o Brasil estão com as aulas presenciais suspensas há mais de um mês.

Uma das principais argumentações para o adiamento das provas é de que a manutenção do cronograma pode ampliar as desigualdades de acesso ao ensino superior.

Segundo pesquisa de 2019 do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic), apenas 44% dos domicílios da zona rural brasileira têm acesso à internet. Na área urbana, o índice é mais alto: 70% dos lares estão conectados, ainda assim 30% da população nas grandes cidades não tem acesso à internet.

O Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) também fez um pedido para que as provas sejam adiadas. “Mesmo considerando as soluções e ferramentas que estão sendo implantadas nas redes privadas e públicas para minimizar as perdas do período de suspensão das aulas presenciais, elas não chegarão para todos os estudantes brasileiros, especialmente os mais carentes”, diz a nota do conselho.

A União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) se mobilizam para pedir a suspensão do edital. Um novo protesto virtual, com a hashtag #AdiaEnem, está marcado para 15 de maio. Haverá twittaço, debates e conteúdos online.

“#AdiaEnem é o apelo de cada estudante, jovem ou adulto que entende a importância dessa prova como a maior porta de entrada para o ensino superior no Brasil. #AdiaEnem é por todas as famílias que ainda sentem na pele, diariamente, a desigualdade. É também por toda a nossa população, porque pintar a universidade de povo é o que garante um futuro de esperança para o nosso país”, publicou a UNE, sobre o Dia Nacional Pelo Adiamento do Enem.

View this post on Instagram

#15M | Dia Nacional Pelo Adiamento do Enem! ⠀ Dia 15 de maio completa um ano que o Tsunami da Educação inundou as ruas de todo o Brasil na maior mobilização em resposta aos ataques do governo Bolsonaro. ⠀ Esse ano, a Pandemia do COVID-19 nos impede de sair de casa, mas não diminui a força dos estudantes brasileiros. Se em 2019, fomos milhares contra os cortes na educação, em 2020 já somos gigantes contra a injustiça de manter a data do Enem diante da crise em que vivemos. ⠀ Nas redes, de Norte a Sul desse país, não tem um dia que ficamos calados. Pra cada absurdo deste governo que se mostra incapaz de conduzir o Brasil, são milhares de vozes que se levantam! Não deixaremos que ninguém fique pra trás nesse momento. Por isso #AdiaEnem tem sido mais que uma tag. ⠀ #AdiaEnem é o apelo de cada estudante, jovem ou adulto que entende a importância dessa prova como a maior porta de entrada para o ensino superior no Brasil. #AdiaEnem é por todas as famílias que ainda sentem na pele, diariamente, a desigualdade. É também por toda a nossa população, porque pintar a universidade de povo é o que garante um futuro de esperança para o nosso país. ⠀ Dia 15, seremos guiados pelos sonhos presentes nas casas de toda família brasileira no Dia Nacional de Pelo Adiamento do Enem. E essa será mais uma página única da nossa história! ⠀ #AdiaEnem #15M

A post shared by União Nacional dos Estudantes (@uneoficial) on

Projetos na Câmara dos Deputados e no Senado

A senadora Daniella Ribeiro (PP-PB) é autora de um projeto (PL 1.277/2020) que prevê a prorrogação automática de prazos para provas, exames e demais atividades em caso de reconhecimento de estado de calamidade pelo Congresso Nacional ou de comprometimento do funcionamento regular das instituições de ensino do país. Pela proposta, a prorrogação seguirá até que estejam concluídos os respectivos anos letivos nas instituições de ensino público e privado.

Já o senador Izalci Lucas (PSDB-DF) apresentou o projeto de decreto legislativo (PDL 137/2020) para suspender os editais do governo federal que determinam as datas para a realização das provas deste ano.

Confira o cronograma do Enem 2020

  • Inscrições: 11 a 22 de maio
  • Pagamento da taxa de inscrição: 11 a 28 de maio
  • Solicitação de atendimento especializado do Enem impresso: 11 a 22 de maio
  • Solicitação para tratamento pelo nome social: 25 de maio a 1 de junho
  • Divulgação do Cartão de Confirmação da Inscrição: em outubro, data a definir
  • Provas presenciais: 1 e 8 de novembro
  • Gabarito e divulgação dos cadernos de questões: 11 de novembro
  • Provas Enem digital: 22 e 29 de novembro
  • Divulgação do gabarito do Enem digital: 2 de dezembro
  • Resultado individual: janeiro de 2021
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.