Últimas notícias:

Loading...

Saiba o que é e como estimular a inteligência emocional digital

É necessário ensinar a empatia, a bondade, a compaixão e como distinguir emoções positivas e negativas

Por: SEB (Sistema Educacional Brasileiro)

Com os pequenos criando relações e se comunicando cada vez mais pelos meios online, além do conhecimento técnico sobre o assunto, é necessário estimular a inteligência emocional digital nas crianças, com a compreensão e expressão de suas emoções.

Da mesma forma, educadores também precisam saber como desenvolver a empatia e as habilidades sociais nos estudantes usando tecnologia em sala de aula. O blog Novos Alunos, do Grupo SEB (Sistema Educacional Brasileiro), mostra a importância de tratar do tema desde a infância. Acompanhe:

É necessário estimular o desenvolvimento de competências socioemocionais digitais em nossas crianças
Crédito: Cottonbro/PexelsSaiba o que é e como estimular a inteligência emocional digital

O que é inteligência emocional digital?

A inteligência emocional na era digital é a capacidade de monitorar nossas próprias emoções e as de outras pessoas, distingui-las, rotulá-las apropriadamente, e usar essas informações para guiar nosso pensamento e comportamento online.

O controle dos impulsos interfere na forma como gerenciamos situações conflitantes, como navegamos nas complexidades sociais, como tomamos decisões pessoais que alcançam resultados positivos, e também como nos relacionamos com os outros.

A inteligência emocional pode ser alterada e aprimorada em qualquer fase da vida.

Por que ela é importante no desenvolvimento do aluno?

Os alunos com níveis mais elevados de inteligência emocional são capazes de controlar melhor suas emoções e ter empatia com as pessoas ao seu redor. Isso ajuda a desenvolver automotivação aprimorada, habilidades essenciais de comunicação mais eficazes e autoconfiança.

Saiba o que é e como estimular a inteligência emocional digital
Crédito: Cottonbro/PexelsÉ necessário ensinar as crianças a serem gratas, demonstrar bondade e compaixão

Por outro lado, alunos com falta de inteligência emocional podem se tornar menos receptivos e engajados na escola, o que pode acabar afetando negativamente o seu desempenho.

A inteligência emocional se divide em cinco áreas principais: controle emocional, automotivação, autoconsciência, empatia e habilidades de relacionamento. Habilidades como essas, desenvolvidas em nossos anos de formação na escola, geralmente fornecem a base para hábitos posteriores na vida.

Independentemente das discussões sobre o tema mundo afora, destacamos a seguir algumas das principais medidas que pais e as escolas precisam adotar junto às crianças.

Quer saber mais sobre como estimular o desenvolvimento de competências socioemocionais digitais em nossas crianças? Acesse o blog Novos Alunos e leia o artigo completo!


Grupo SEB

Além do blog, que trata sobre assuntos como educação bilíngue, período integral, ensino médio, vestibulares e Enem, você pode acompanhar o conteúdo do SEB por meio da página no Facebook , no perfil no Instagram e no canal do Youtube.