Metodologia Steam é um grande diferencial no ensino

Método multidisciplinar contribui para o pensamento crítico e desenvolvimento de habilidades técnicas e comportamentais

Por: SEB (Sistema Educacional Brasileiro)

A metodologia Steam é baseada em cinco pilares: ciência, tecnologia, engenharia, arte e matemática. São esses os fundamentos que dão origem ao nome do método (science, technology, engineering, arts e mathematics – Steam), originalmente em inglês. Ela é um processo de ensino alinhada com o uso das tecnologias e com questões da atualidade.

Segundo o blog Novos Alunos, do SEB (Sistema Educacional Brasileiro), Steam é um tipo de abordagem que traz muitas vantagens no desenvolvimento de crianças e adolescentes. Afinal, o pensamento crítico e uma tomada de decisão estratégica, bem como a curiosidade para buscar a raiz de um problema, são essenciais para o profissional dos dias atuais e do futuro.

Crédito: IStockEstudar e aprimorar os conhecimentos são pontos chaves para quem quer se destacar no atual mercado de trabalho

Abaixo, conheça um pouco mais do método.

Quais os benefícios da metodologia Steam?

Sendo uma abordagem que envolve metodologias ativas, o Steam traz à tona os benefícios das metodologias ativas, que são inúmeros. Esse tipo de abordagem contribui ativamente para que os alunos sejam empoderados e aprendam recursos para uma tomada de decisão mais estratégica. Por isso, a metodologia Steam estimula o estudante a refletir sobre riscos de maneira mais eficaz, engajando-o na resolução de problemas e no processo produtivo, por meio da colaboração.

O que se pode perceber é que as habilidades desenvolvidas através de tal abordagem são muito procuradas no mercado de trabalho. Com a tecnologia sendo capaz de realizar uma série de tarefas operacionais, é muito importante que o profissional do futuro — ou mesmo aquela pessoa que ambiciona uma posição de liderança — desenvolva competências socioemocionais para exercer seu protagonismo.

Por isso, as vantagens de utilizar a metodologia Steam são:

·      permitir o desenvolvimento da criatividade e da imaginação;

·      estimular a resolução de problemas;

·      ensinar técnicas e abordagens de persuasão;

·      atuar com foco na colaboração e na interação;

·      incentivar a inovação;

·      integrar alunos e professores no processo de aprendizado.

E, na prática, como funciona o Steam?

Crédito: Getty Images/iStockphotoMetodologia Steam é um grande diferencial no ensino

A metodologia Steam pode ser utilizada em vários momentos da vida escolar do aluno. Isso acontece porque o fluxo das cinco etapas — investigação, descoberta, conexão, criação e reflexão — pode ser empregado para faixas etárias diferentes, de acordo com o objetivo do estudo.

Na educação infantil, por exemplo, as crianças conseguem construir cidades de forma colaborativa e integrada, com o uso de histórias e blocos que incentivam o lado lúdico do conhecimento.

Já para o pré-vestibular, pode ser criado um contexto fictício de busca por gestão de crise em uma empresa, envolvendo impactos na saúde dos clientes em questão e no fluxo de caixa da companhia utilizada como referência. Assim, o grupo deve se preparar para avaliar os possíveis caminhos a serem tomados, estudando riscos e oportunidades.

O que se percebe, no geral, com a metodologia Steam, é que ela permite explorar uma situação de modo bastante amplo para se chegar à resolução de situações-problema diversas. É o pensar “fora da caixa”.

Quer saber mais sobre a metodologia Steam? Acesse o blog Novos Alunos.