Após atacar Fernanda Lima, Eduardo Costa diz que fala o que pensa

O sertanejo também anunciou lançamento de um CD gospel, que ele prefere chamar de álbum "cristão"

Por: Redação | Comunicar erro
fernanda lima eduardo costa
Crédito: Reprodução/InstagramEduardo Costa ameaçou a apresentadora Fernanda Lima

O sertanejo Eduardo Costa fez uma live reflexiva em sua conta no Instagram nesta quinta-feira, 8, pouco tempo depois de fazer comentários críticos e em tom de ameaça à apresentadora Fernanda Lima, em que desabafou sobre ser criticado “por falar o que pensa” e prometeu se tornar uma pessoa mais contida.

Na conversa na rede social, o cantor, que detonou a global e associou sua fala feminista a uma crítica ao presidente eleito Jair Bolsonaro, revelou temer o que Deus “pensa” sobre ele e anunciou o lançamento de um álbum gospel, que ele prefere chamar de CD “cristão”.

“Eu sou um cara visceral, falo o que penso e, muitas vezes, pago um preço alto por isso […] Não sou um cara hipócrita. São coisas que saem. Eu tento corrigir, mas sai. Eu pretendo melhorar um pouco mais, ser menos assim. Eu sou um cara extremamente temente a Deus. Me preocupo muito com o que Deus pensa sobre mim”, afirmou.

“Eu sempre falo: ‘vamos evitar críticas’. A desonestidade está em você falar mal das outras pessoas, levantar falso testemunho. ‘Eduardo, você fala mal dos outros?’ Falo, mas pretendo melhorar”, continuou o sertanejo.

https://www.instagram.com/p/Bp6DJi2n1z4/

Entenda

No episódio mais recente do programa Amor & Sexo que foi ao ar na última terça-feira, 6, Fernanda Lima fez um discurso feminista e empoderado, enaltecendo as mulheres que se rebelem contra o machismo e o patriarcado, e convidando todas as minorias sociais a se rebelarem contra o status quo.

Na ocasião, a comunicadora disse que “chamam de louca a mulher que desafia as regras e não se conforma. Chama de louca a mulher cheia de erotismo, de vida e de tesão. Chamam de louca a mulher que resiste e não desiste. Chamam de louca a mulher que diz sim e que diz não. Não importa o que façamos, nos chamam de louca”.

“Se levamos a fama, vamos sim deitar na cama. Vamos sabotar as engrenagens desse sistema de opressão. Vamos sabotar as engrenagens desse sistema homofóbico, racista, patriarcal, machista e misógino. Vamos jogar na fogueira as camisas de força da submissão, da tirania, e da repressão. Vamos libertar todas nós e todos vocês. Nossa luta só está começando. Preparem-se porque essa revolução não tem volta. Bora sabotar tudo isso”, concluiu Fernanda, sem citar, em momento algum, o nome de algum político.

Incomodado, Eduardo Costa proferiu uma série de ataques à apresentadora, fazendo o uso de palavras de baixo calão, citando o nome do presidente eleito Jair Bolsonaro e, inclusive, ameaçando a artista ao dizer que a “mamata” dela “vai acabar”.

“Mais de 60 milhões de brasileiros e brasileiras votaram no Bolsonaro e agora essa imbecil com esse discurso de esquerdista!!! Ela pode ter certeza de uma coisa, a mamata vai acabar, a corda sempre arrebenta pro lado mais fraco e o lado mais fraco hoje é o que ela está”, afirmou o cantor.

“Será que essa senhora só faz programa pra maconheiro, pra esquerdista derrotado e pra esses projetos de artistas assim como ela? Bolsonaro não está sozinho, o povo está com ele e a senhora pode ter certeza, o Brasil vai sabotar é a senhora se Deus quiser. Sergio Moro vai começar a ajudar a sabotar, pode esperar e tenho dito”, completou o famoso, em tom de ameaça.

eduardo costa ataca fernanda lima
Crédito: Reprodução/InstagramEduardo Costa atacou Fernanda Lima e a chamou de “imbecil”

Compartilhe: