Últimas notícias:

Loading...

Arquiteto que mudou de noivo 24 horas antes do casamento volta com ex

“Minha mãe é contra, a mãe dele é contra, minha tia é contra. Não tem ninguém que seja a favor", afirmou o decorador dos famosos

Por: Redação

Em setembro deste ano, um casamento polêmico causou burburinho nas redes sociais. O motivo? O noivo foi trocado menos de 24 horas antes do casamento. Pouco mais de três meses depois a mudança repentina, o arquiteto e decorador Eder Meneghine, de 60 anos, falou que reatou com Dyl Reis, de 23 anos.

Arquiteto que mudou de noivo 24 horas antes do casamento volta com ex
Crédito: Reprodução/InstagramArquiteto que mudou de noivo 24 horas antes do casamento volta com ex

De acordo com Meneghine, a reaproximação com o mineiro ocorreu de forma natural e eles estão apaixonados e planejando o futuro, porém sem muitas cobranças.

“Você não sai de uma casa e deixa lá as suas roupas íntimas e não vai buscar. Ele ia lá em casa buscar as coisas dele, a gente começou a se falar pra resolver a situação e acabou acontecendo a reaproximação. Eu chamei ele pra jantar, nós medimos os prós e os contras e concordamos em voltar”, falou o arquiteto.

Apesar do clima de romance, Meneghine diz que não vem recebendo o apoio de parentes próximos. “Minha mãe é contra, a mãe dele é contra, minha tia é contra. Não tem ninguém que seja a favor, porque eles são muito conservadores. Por isso, ele foi passar o natal com a família dele e eu passei com a minha”, explicou o decorador.

Os planos, porém, não se abalaram por conta da negativas. Ao contrário, o casal planeja até oficializar a relação no próximo ano. “Para regularizar a união é muito difícil, muito burocrático, vai ficar pro ano que vem. Mas no ano novo vamos fazer um festão para os nossos amigos. Ainda não vai ser a cerimônia, mas vou apresentá-lo como meu parceiro de vida”, admitiu o arquiteto.

Os dois vão ser parceiros no amor e nos negócios. Eder disse que pretende dividir com o amado alguns de seus empreendimentos. “Ele é um menino ótimo para assuntos administrativos, então vou colocá-lo para cuidar de alguns dos meus negócios”, disse.

De acordo com Eder Meneghine, depois da cerimônia de casamento com o chefe de cozinha Hugo Oliveira, de 44 anos, eles continuaram morando cada um em sua casa, até entenderem que não teria uma aproximação.

“Foi uma decisão repentina, porque eu precisava dar continuidade a festa em respeito às pessoas que vieram de outros países, de outras cidades, que saíram das suas casas para me prestigiar. Mas quando acabou a cerimônia, o Hugo foi para a casa dele e eu fui pra minha. Não teve interesse das duas partes de oficializar a união”, contou.

Ele afirma que a repercussão do caso gerou um forte impacto em sua vida. “Foi muito difícil, eu jamais imaginava que isso poderia acontecer. Me deu uma notoriedade que eu não queria naquele momento. Acho que a notoriedade tem que vir pelo trabalho, pela criatividade, pelas boas pessoas que você convive, que você se torna, isso vale a pena de se repassar”, falou.

Compartilhe:

Tags: #LGBT