Atriz Susan Sarandon é presa ao protestar contra Trump

Atriz foi presa com mais 575 mulheres nos Estados Unidos.

Por: Redação | Comunicar erro
Crédito: Jonathan Ernst/ReutersA atriz Susan Sarandon e outras ativistas são presas nos EUA

A consagrada atriz norte-americana Susan Sarandon durante um protesto contra o atual presidente dos Estados Unidos, foi presa junto a outras 575 mulheres. Ela fazia parte de um grupo de ativistas que são contra a “política de “tolerância zero dos imigrantes ilegais de Donald Trump. Todas protestavam num escritório do Senado no Departamento de Justiça, em Washington D.C., nos EUA.

Em seu perfil no Twitter a atriz convidava as pessoas a se manisfestarem em favor da causa: “Abolir o gelo e as separações / detenções familiares é maior do que qualquer um de nós. Se você estiver em D.C., por favor saia e marque. #WomenDisobey”.

Segundo O Globo na manifestação, ecoava em alto e bom som o grito dos manifestantes “Falem alto, falem claro, imigrantes são bem-vindos aqui”. As vozes chamavam a atenção dos funcionários do Senado que assistiam ao protesto do mezanino superior.

O protestos reuniu em sua maioria mulheres. Muitas delas vestidas de branco e enroladas em cobertores de cor prateada, fazendo uma referência aos que são oferecidos para os pequeninos imigrantes que foram mantidos em custódia, separados de seus pais.

No dia da manifestação, 28 de junho, ela fez retuítes e publicou na rede social nove vezes, mostrando fotos, vídeos e comentando sobre o protesto com a hashtag  #WomenDisobey. Em seu penúltimo tuíte do dia ela fala sobre a prisão: “Presa. Mantenha-se forte, continue lutando”.

Ainda no mesmo dia, o último tuíte fala do protesto das mulheres e exige que as famílias sejam unidas, ela insere o link de sua publicação no Instagram com uma foto do protesto: “Powerful, beautiful action with hundreds of women saying we demand the reunification of families separated by immoral ICE policy. This is what Democracy looks like. #WomenDisobey https://ift.tt/2lIc3U8 ” (Ação poderosa e bonita com centenas de mulheres dizendo que exigimos a reunificação de famílias separadas pela política ICE imoral. Isto é como a democracia se parece. #WomenDisobey https://ift.tt/2lIc3U8

Os manifestantes foram alertados pela Polícia do Capitólio que se não deixassem o prédio seriam presos. Em seguida, cerca de 575 pessoas, em sua maioria mulheres, foram enfileiradas contra a parede. A polícia confiscou os cobertores e as placas de protesto. Foram cerca de 90 minutos para prender a todos e dar um fim ao protesto. Em nota a polícia disse que indiciou por manifestação ilegal cerca de 575 pessoas que seriam processadas no local e soltas em seguida. Os acusados seriam multados e poderiam pagar o valor após 24 horas de sua prisão. Porém não deu mais detalhes sobre o valor da multa.

Desde abril, a “política de tolerância zero” de Trump separou mais de 2 mil famílias de imigrantes que entraram de forma ilegal nos EUA.

Compartilhe:

1 / 8
1
19:44
Copa feminina: Boletim da Tia Paulinha – Episódio 4
O Brasil encerrou a sua participação na Copa da França após um jogo disputadíssimo com as donas da casa. A …
2
03:16
‘Doutor Sono’, continuação de ‘O Iluminado’, vem por aí nos cinemas
Foram longos anos para termos, em livro, uma continuação da clássica obra de terror de Stephen King, “O Iluminado”. Em “Doutor …
3
05:41
Netflix: ‘Guerras do Brasil.doc’ põe em dúvida nosso caráter pacífico
"O Brasil é um país pacífico".  Depois de assistir a cada um dos cinco episódios da série documental da Netflix …
4
03:29
Maurício de Souza se emociona em première do filme da Turma da Mônica
O aguardado live-action da Turma da Mônica foi responsável por um fofíssimo episódio envolvendo seu criador, o quadrinista Maurício de …
5
05:00
Netflix: ‘Elisa y Marcela’ um amor à frente de seu tempo
Você já imaginou ser possível a Igreja Católica realizar um casamento entre duas mulheres na Espanha em 1901 e esse …
6
01:25
Obras de Cândido Portinari estão no ‘Google Arts and Culture’
Cinco mil obras do pintor Candido Portinari foram disponibilizadas de maneira digital pela plataforma Google Arts & Culture. Pra acessar é …
7
09:12
Copa feminina: Boletim da Tia Paulinha – Episódio 2
Cristiane meteu 3 nas redes jamaicanas e garantiu a vitória do Brasil no jogo de estreia na Copa do Mundo. Como …
8
04:32
‘Baseado em Fatos Raciais’ aborda maconha e preconceito na Netflix
Já imaginou uma aula de história, regada à jazz, rap, vinil e maconha? Gostou? Então assista ao documentário "Baseado em …