Como o cinema retrata o comunismo? Veja 5 filmes na Netflix sobre o tema

Com a discussão sobre o comunismo em alta, veja de que forma ele é retratado na Sétima Arte e qual o recorte dado por Hollywood

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Nesta sexta-feira, 4, o governo Bolsonaro lançou em suas redes sociais uma websérie para exaltar os heróis brasileiros. Nesse primeiro episódio, o filme iguala o comunismo ao nazismo, classificando-o como “maior mal do mundo moderno”. Mas afinal o que é comunismo e o que cerca ao redor dele?

‘O Dilema das Redes’: 5 motivos para você não assistir ao doc da Netflix

Filmes que abordam temática comunista na Netflix
Crédito: DivulgaçãoFilmes que abordam temática comunista na Netflix

Pois bem, antes de qualquer coisa, vamos entender melhor sobre a etimologia da palavra. O comunismo é uma ideologia política e socioeconômica, que, na teoria, visa promover o estabelecimento de uma sociedade mais igual, sem classes sociais e apátrida, tudo isso baseado na propriedade comum dos meios de produção.

Mas para que isso fique mais fixado na mente, decidimos selecionar alguns filmes que estão disponíveis na plataforma da Netflix que abordam a temática e o que cerca ao redor dela. Afinal, como o cinema retrata o comunismo?

Vale ressaltar que o Catraca não é a favor e nem contra a ideologia, a intenção dessa listagem cinematográfica é puramente para enriquecimento do conhecimento dos leitores sobre o assunto.

Dito isso, vamos ao que interessa:

Partida Fria

O longa “Partida Fria” é um suspense polonês que relata uma trama que se passa em 1962, durante a Guerra Fria. Joshua Mansky, interpretado pelo ator Bill Pullman, gênio da matemática, ex-professor de Princeton e que tem problemas sérios relacionados com a bebida alcoólica, é  convocado pelo governo americano para representar o país em uma partida de xadrez em Varsóvia, na Polônia. A partida acontece entre a União União Soviética e os Estados Unidos.

Cenas do filme "Partida Fria"
Crédito: DivulgaçãoCenas do filme “Partida Fria”

Primeiro, mataram meu pai

A história contada é de Loung Ung um jovem que tenta escapar do regime do ditador Pol Pot, no Camboja. A obra foi dirigida pela atriz Angelina Jolie. A menina é filha de um oficial de alto escalão do governo do Camboja e por isso teve uma vida privilegiada na infância. Em abril de 1975 tudo isso muda, afinal foi instaurado um regime militar no País, o Khmer Vermelho, responsável pela morte de cerca de 2 milhões de cambojanos na época. Quando os militares descobriram os pais da menina, não tinha mais como se esconder. Loung fugiu, parou num campo de formação de soldados crianças e foi lá que foi treinada para fazer parte do exército comunista.

Cenas do filme "Primeiro, mataram meu pai"
Cenas do filme “Primeiro, mataram meu pai”

Operação Final

Na trama, já se passaram quinze anos desde a Segunda Guerra Mundial. Líderes nazistas, como Adolf Hitler, desviram da justiça através do suicídio, mas a pessoa responsável pela ideia dos campos de concentração, o próprio Adolf Eichmann, interpretado por Ben Kingsley, consegue escapar e está vivendo escondido em alguma parte do planeta.

Cenas do filme "Operação Final"
Crédito: DivulgaçãoCenas do filme “Operação Final”

Getúlio

Getúlio Vargas, ex-presidente do Brasil, passou seus últimos dias sendo pressionado por uma crise política por conta das acusações de que ele teria ordenado o atentado contra Carlos Lacerda, jornalista e político brasileiro. Antes de se suicidar, o presidente avalia os riscos existentes na época até realmente tomar esta decisão.

Cenas do filme "Getúlio"
Crédito: DivulgaçãoCenas do filme “Getúlio”

Milada

O filme conta a história tchecoeslovaca Milada Horáková e também sobre a ocupação de nazistas no País. Durante o longa é retratada a oposição ao domínio soviético no local. A política, advogada e ativista de Direitos Humanos defendia aposentadoria, pensão alimentícia e salário iguais para homens e mulheres.

Cenas do filme "Milada"
Crédito: DivulgaçãoCenas do filme “Milada”

Compartilhe: