Daniela Mercury faz discurso politizado de cima do trio elétrico

Depois de farpas trocadas durante o carnaval, a cantora encerrou o carnaval de rua paulistano criticando o presidente

Por: Redação

Depois de atrito com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) durante o carnaval, a cantora Daniela Mercury arrastou uma multidão, no centro da capital paulista, neste domingo, 10. O tom politizado com que Daniela iniciou a apresentação foi ovacionado pelo público. “Está proibido o carnaval neste país tropical”, cantava enquanto o público gritava “Ele não”, em crítica ao presidente Jair Bolsonaro.

Crédito: Reprodução/Instagram@danielamercuryDaniela Mercury traz tom político ao encerramento do carnaval paulistano, critica Bolsonaro e é ovacionada pelo público

O bloco Pipoca da Rainha levou às ruas, segundo os organizadores, 800 mil foliões ao centro de São Paulo. Durante o dia, o que mais se via no cortejo eram as cores da bandeira do orgulho LGBT e acessórios que celebram a cultura negra estiveram presentes. A cantora baiana também exaltou e chamou negros e nordestinos para a folia.

A cantora também elogiou o carnaval de rua na capital. “Eu já morei em São Paulo, meu sonho era ver essas ruas coloridas. Hoje eu vejo”, disse.

Entenda

Bolsonaro e a cantora trocaram farpas durante o carnaval. O presidente ficou incomodado com um vídeo em que Daniela e Caetano Veloso aparecem cantando uma canção que critica a censura. Bolsonaro disse que a cantora é beneficiária da lei e com isso Daniela pediu audiência no Planalto para tratar do assunto. Até o momento Bolsonaro não confirmou se irá recebê-la.

?