Últimas notícias:

Loading...

‘É insuportável viver sem democracia’: fala de Marieta Severo repercute na web

Atriz participou da edição de Natal do 'Altas Horas'

Por: Redação

No último sábado, 25, a atriz Marieta Severo participou do programa “Altas Horas”, da Globo, e relatou as amarguras de viver durante a ditadura e enviou indiretas a Jair Bolsonaro (PL).

“Com a minha experiência, minha vivência de ter passado por esses períodos todos, digo que não há nada pior. É insuportável não ter liberdade, é insuportável viver sem democracia”, disse.

“Eu fiquei uns 10 anos sem fazer televisão e o motivo foi esse. Não foi nenhuma opção profissional”, disse a atriz

Durante o regime militar, a atriz, então casada com Chico Buarque, afastou-se da TV e mudou do Brasil por causa de ameaças que recebiam depois do AI-5 (Ato Institucional Número Cinco), de 1968, que restringiu ainda mais a liberdade dos brasileiros após o golpe de 1964.

“A gente recebia muito recado de que, se Chico voltasse, ele ia ser preso. Eu estava com barrigão”, contou Marieta Severo. “Aí, a gente falou ‘não vamos voltar'”.

“Silvinha nasceu na Itália por causa disso, ficamos mais de um ano lá por causa desse período tenebroso, que alguns clamam de volta.”

No programa de Serginho Groisman, estavam presentes Juliana Paes e Baby do Brasil.

As declarações de Marieta Severo repercutiram nas redes sociais. Veja reações:

A ditadura militar no Brasil durou de 31 de março de 1964 – quando um golpe foi deflagrado contra o governo legalmente constituído de João Goulart – até 15 de março de 1985. No entanto, apenas em 1989 o primeiro presidente eleito por voto direto após o período ditatorial.

Compartilhe:

?>