“Depois apanha e não sabe”, diz Fernando sobre roupa da cantora Maiara

O namorado de Maiara resolveu criticar a roupa de ginástica da cantora

Por: Redação

“Depois apanha e não sabe”, afirmou o cantor Fernando Zor, sobre roupa da namorada Maiara, que compõe dupla sertaneja com Maraísa, nesta segunda-feira, 30. A declaração foi dada em vídeo publicado pela cantora em suas redes sociais para mostrar que saiu pra se exercitar, em meio a quarentena, com o namorado e amigas, no condomínio onde mora.

cantora Maiara fernando
“Depois apanha e não sabe”, diz Fernando sobre roupa da cantora Maiara

O namorado de Maiara resolveu criticar a roupa de ginástica da cantora e foi machista. “Toda faceira. Depois apanha e não sabe. E quer sair sozinha com esse shortinho?”, disse.

Maiara rebateu: “É dentro do condomínio”. Fernando respondeu: “Dentro do condomínio? Aqui que é perigoso. Toda tarde a ‘machaiada’ danada andando aqui nesse condomínio, e vem sair com esse shortinho?”.

A assessoria da cantora disse que não haverá comentário sobre o caso.

Por que é importante lutar contra o machismo

Com a popularização de campanhas feministas, a luta contra o machismo tem ganhado cada vez mais força. O aumento das denúncias de assédio sexual, violência doméstica e estupro fortaleceu o movimento e também revelou que as agressões persistem no dia a dia de grande parte das mulheres.

Mas, afinal, o que é machismo? O que faz uma pessoa ser ou reproduzir falas machistas? Por que é importante lutar contra o machismo? A Catraca Livre vai te explicar tintim por tintim.

O que machismo?

O machismo é o preconceito que se opõe à igualdade de direitos entre os gêneros, favorecendo o gênero masculino em detrimento ao feminino. Em bom português: é toda a opressão sofrida por mulheres e produzida por homens.

Por exemplo, uma pessoa machista é quem acredita a mulher não deve se portar e ter os mesmo direitos de um homem ou que julga a mulher como é inferior ao homem em aspectos físicos, intelectuais e sociais.

O pensamento machista é totalmente cultural e pode vir de todo canto da sociedade, independente da classe social, posição política, religião ou família.

Por ter sido tratado como algo normal por muito tempo, há apenas algumas décadas esse comportamento é problematizado, especialmente pelos movimentos feministas, que lutam pela igualdade de gênero.

E mesmo com o avanço da luta feminista, não é todo mundo que concorda que o machismo deve ser combatido. Isso faz com que, mesmo com os esforços feministas, ele ainda esteja presente em tantos ambientes.