Eliminado do BBB20, Hadson nega machismo: ‘Jamais’

Apesar disso, o ex-jogador admitiu que errou. Vai entender, né?

Por: Redação

Terceiro eliminado do Big Brother Brasil (BBB20), Hadson se defendeu das acusações de machismo, em entrevista ao ‘Mais Você’, da Globo, nesta quarta-feira, 12.

hadson bbb20
Crédito: Reprodução/GloboHadson foi entrevistado no ‘Mais Você’, da Globo

O ex-jogador de futebol disse que ainda não teve tempo de absorver todas as informações do lado de fora do confinamento, mas admite que cometeu alguns deslizes dentro do reality show que o levaram a ser eliminado com quase 80% de rejeição.

“Eu errei, tive uma falha. Foi uma falha que eu reconheço que não deveria ter feito”, disse ele referindo-se a um plano dos homens da casa para fazer com que algumas das mulheres traíssem seus namorados durante o jogo.

“O que não houve foi uma manipulação, um planejamento, como eu fui acusado. Foi a ideia de um que coincidiu com a minha, e a do outro também. Assim foi se formando só uma. A gente analisava muito o jogo, mas o pessoal parece que não quer jogar”, explicou. “Mas eu errei na hora errada. Eu assumo meu erro, não era para ter falado aquilo”.

Patricia Poeta, então, o questionou sobre as acusações de machismo. “Muitas mulheres aqui fora falaram que você era machista. Você se considera machista?”. Eis que Hadson solta a seguinte frase: “Nunca, jamais. Com 38 anos de idade, é a primeira vez que passo por uma coisa dessas. Mas assumo que errei, o que dá o direito às mulheres de acharem que eu sou [machista]”.

“Eu vou aprender com o meu erro, vou crescer com isso. Isso não quer dizer que eu sou contra a bandeira do feminismo, pelo contrário”, completou.

O que machismo?

O machismo é o preconceito que se opõe à igualdade de direitos entre os gêneros, favorecendo o gênero masculino em detrimento ao feminino. Em bom português: é toda a opressão sofrida por mulheres e produzida por homens.

Por exemplo, uma pessoa machista é quem acredita a mulher não deve se portar e ter os mesmo direitos de um homem ou que julga a mulher como é inferior ao homem em aspectos físicos, intelectuais e sociais.

O pensamento machista é totalmente cultural e pode vir de todo canto da sociedade, independente da classe social, posição política, religião ou família.

Por ter sido tratado como algo normal por muito tempo, há apenas algumas décadas esse comportamento é problematizado, especialmente pelos movimentos feministas, que lutam pela igualdade de gênero.

E mesmo com o avanço da luta feminista, não é todo mundo que concorda que o machismo deve ser combatido. Isso faz com que, mesmo com os esforços feministas, ele ainda esteja presente em tantos ambientes.

É importante lutar contra o machismo porque…

– Das 500 maiores empresas do mundo, menos de 5% possuem CEO’s mulheres;
– As mulheres realizam 6 vezes mais os afazeres domésticos do que os homens;
– 62% dos homens acreditam que é dever deles sustentar a família;
– 51% das mulheres concordam com os homens acima;
– 1 em cada 3 mulheres sofre algum tipo de violência doméstica ao longo de sua vida;
– A cada 2 segundos, uma garota menor de idade é forçada a se casar;
– 1/3 dos países não entende violência doméstica como crime;
– Mais de 200 milhões de garotas e mulheres foram obrigadas a passar por mutilação genital;
– 87 mil mulheres foram vítimas de feminicídio em 2017 no mundo;
– 58% delas foram assassinadas por conhecidos ou familiares;
– Acontece 6 feminicídios por hora em todo o planeta;
– No Brasil, 1200 mulheres foram vítimas de feminicídio em 2018;
– Isso é 4% a mais do que em 2017.

Compartilhe: