Famosos quebram quarentena, mas massacre seletivo atinge apenas Pugliesi

Opinião: Por que Neymar, Gusttavo Lima, MC Kevin e outros não foram cancelados também?

Por: Marília Barbosa

A pandemia do novo coronavírus vem desencadeando uma série de problematizações relacionadas às atitudes do indivíduo e seu papel como cidadão. Isso porque tem gente que anda desobedecendo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) quebrando o isolamento social.

neymar gabriela pugliesi gusttavo lima
Crédito: Reprodução/Instagram Neymar e Gusttavo Lima quebraram a quarentena, mas nao foram rechaçados como Pugliesi

Gabriela Pugliesi que o diga, né? A digital influencer foi ‘cancelada’ pela internet ao dar uma festa em meio à quarentena. A famosa, inclusive, perdeu patrocínios e parcerias após a repercussão negativa do caso.

Porém, o caso da Instagramer fitness já aconteceu há algumas semanas e ela continua sendo atacada nas redes. Enquanto isso, diversos famosos seguem quebrando o isolamento e pasmem, ninguém fala nada!

Neymar, por exemplo, furou a quarentena para receber amigas em sua mansão no Rio de Janeiro (RJ). Já Gusttavo Lima pegou um jatinho com o cantor Leonardo, saiu para pescar, ihhh… foi aquela farra! MC Kevin é outro que quebrou o isolamento. E pior, depois de ser diagnosticado com covid-19. Este foi denunciado pelos vizinhos, mas na mídia mesmo, só passaram pano.

A mais nova festa do momento foi na casa do empresário Raphael Eduardo, que agencia diversas celebridades. O rapaz achou que seria uma boa ideia reunir em sua casa suas funcionárias, a ex-BBB Ivy, os atores Henri Castelli, Eri Johnson e Sandro Pedroso. E ainda ficou indignado que algumas pessoas o criticaram. Conclusão: ele apagou os stories que comprovavam a reuniãozinha íntima. Com isso, muita gente se esqueceu do episódio, ou nem ficou sabendo do ocorrido.

O massacre seletivo nestes casos vem gerando indignação em alguns internautas, que apostam na sociedade machista como um reflexo deste comportamento, já que Gabriela é mulher, trabalhava com o corpo, enquanto os demais famosos são cantores e atores.

É inaceitável passar pano para essas pessoas na atual situação em que o mundo se encontra. Só no Brasil, já são cerca de 14 mil mortos. E quem se expõe na mídia por meio de seu trabalho, seja qual for ele, assume a responsabilidade de dar o exemplo aos seus fãs, admiradores, seguidores, etc, com mensagens e atitudes positivas. Não seja a pessoa que faz o contrário.

Por: Marília Barbosa

Repórter de Tempo Real