Fátima homenageia convidado do Encontro que morreu por covid-19

Apresentadora contou história de superação do filho de um vidraceiro e uma manicure, que virou médico psiquiatra

Por: Redação

Nesta quarta-feira, 13, Fátima Bernardes revelou no Encontro que um psiquiatra que participou do programa em 2017 foi uma das vítimas da covid-19 no Brasil. A apresentadora contou que Danilo Santos Silva morreu no último domingo, 10, por complicações da doença causada pelo novo coronavírus.

danilo santos silva
Crédito: Reprodução/GloboDr. Danilo Santos Silva, em participação no ‘Encontro com Fátima Bernardes’, em 2017

“Um dos mortos pelo coronavírus no Brasil esteve aqui no ‘Encontro’ em agosto de 2017. É o psiquiatra Danilo Santos Silva, que tinha 33 anos. Ele era de Belém, no Pará, e atendia na capital e no interior do Rio de Janeiro […] “Muito triste, né?”, lamentou.

Fátima ainda mostrou uma mensagem que o médico enviou para uma amiga antes de ser entubado. “Logo na semana que vem já tenho que ir salvar pessoas. Fico olhando aqui desse lado, e só penso que poderia estar do outro, ajudando”, dizia a mensagem.

Depois, a apresentadora enalteceu a luta que Danilo enfrentou ao longo da vida para atingir seus objetivos. Fátima relatou ele era filho de um vidraceiro e uma manicure e diarista, que “suaram” para pagar sua faculdade.

“Quando ele esteve aqui no ‘Encontro’, veio contar uma história muito triste que tinha vivido. Ele tinha sido vítima de racismo na porta de uma emergência em que trabalhava no Rio de Janeiro. Ele chegou para o atendimento, e uma senhora disse que não queria ser atendida por ele, porque era negro. Ele resolveu fazer um boletim de ocorrência, porque disse que tinha uma voz. Quantas pessoas no dia a dia passam por isso, e, segundo ele mesmo disse, tinham menos poder que ele?”, questionou.

O Dr. Danilo Santos Silva deixa o marido, Gilberto, “com quem sonhava adotar dois filhos”.

COVID-19