CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Filme ‘Azul é a Cor Mais Quente’ é retirado de circulação na França após crítica de religiosos

Por: Redação

Vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes, o filme “Azul é a Cor Mais Quente” (2013), do diretor tunisiano Abdellatif Kechiche, foi retirado de circulação na França desde o dia 9 de dezembro pelo Tribunal Administrativo de Paris.

Isso aconteceu após a associação Promouvoir, grupo ultracatólica, entrar na Justiça no ano passado criticando a classificação indicativa do filme, que até então poderia ser visto a partir dos 12 anos. De acordo com a alegação do tribunal, as “sequências de sexo entre duas mulheres jovens apresentadas de maneira realista” podem “ferir a sensibilidade do público jovem”.

O filme ficará suspenso no país enquanto a classificação não for elevada, com previsão de acontecer nos próximos dois meses. Ao jornal Le Monde, Kechiche pareceu não estar surpreso e até concordar com a decisão, dizendo que foi “um tanto saudável”.

Aqui no Brasil, o longa que retrata o amor de Emma (Léa Seydoux) e Adèle (Adèle Exarchopoulos) está disponível na Netflix – sendo um dos filmes mais populares do serviço de streaming, com classificação de 18 anos. Vale lembrar que o acesso gratuito ao catálogo é somente durante os primeiros 30 dias de uso. Após a assinatura é cobrado um valor mensal.

Com informações do site Opera Mundi.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.