Grávida, Lea Michele é atacada na web por desaparecimento de Naya Rivera

A atriz chegou a ser acusada de 'prender' Naya e internautas disseram que ela deveria ter desaparecido

Por: Redação

O triste desaparecimento de Naya Rivera, nesta segunda-feira, 9, teve uma repercussão tenebrosa nas redes sociais.  A atriz alugou um barco para passear com seu filho, de 4 anos, e não há notícias de seu paradeiro desde então. O menino foi encontrado sozinho na embarcação. Com a repercussão da notícia, Lea Michele, que contracenou com Naya na série ‘Glee‘, passou a ser atacada na web como se tivesse alguma responsabilidade sobre o ocorrido, mesmo estando grávida e na reta final da gestação.

Lea Michele Naya Rivera
Crédito: Reprodução/InstagramGravida, Lea Michele é atacada na web por sumiço de Naya Rivera

Sem sororidade alguma, de forma cruel e descabida, Lea Michele tem lido comentários como: “Está feliz, Naya está morta”, ou “Lea, por favor! O que é que você fez??. A atriz chegou a ser cobrada por não ter se posicionado nas redes sociais sobre o desaparecimento de Naya. “Por que você não está postando sobre Naya Rivera?”, escreveu uma seguidora, “Você tem algum comentário sobre Naya?”, questionou outro.

Mesmo grávida, a atriz chegou a ser acusada de ‘prender’ Naya. “Lea, por favor! Liberte Naya”, escreveu um internauta. Pessoas escreveram: “Era pra ser você”, “Deveria ter sido você no lugar da Naya”.

A internet dá demonstração de falta de sororidade quando incentiva qualquer atrito que haja entre duas mulheres. Neste caso, chega a ser cruel. Não há sentido lógico diversas pessoas se sentirem no direito de responsabilizar Lea Michele pelo desaparecimento de Naya, ainda mais num momento em que ela está grávida e sem qualquer indício de alguma relação com o ocorrido.

Mas por que falamos tanto em sororidade? Existe um histórico de atritos entre as atrizes durante as gravações de Glee, nos Estados Unidos.

Na trama, a personagem de Naya, Santana, e Rachel, vivida por Lea, eram inimigas, apesar de atuarem juntas no coral ‘Novas Direções’. As atrizes eram amigas, mas depois desentendimentos passaram a acontecer.

As rusgas se tornaram públicas em 2014, quando a saída de Naya da série foi confirmada. Na época, foi dito que a demissão aconteceu por causa de desentendimentos entre Rivera e Lea. Até hoje essa informação foi confirmada pelas atrizes.

Quando Rivera lançou o livro Sorry Not Sorry, falando de sua vida e sua carreira, ela revelou que existiam problemas na relação com Lea durante as gravações de Glee.

“O show estava progredindo, no entanto, a amizade começou a se quebrar, especialmente porque Santana [personagem de Naya] começou a se destacar mais. Eu acho que Rachel [personagem de Lea], – quero dizer, Lea – não queria compartilhar os holofotes. Além disso, ela não conseguia separar o trabalho da nossa amizade, e isso era fácil pra mim”, revelou Naya no livro.

“Lea era muito mais sensível e parecia que ela me culpava por tudo e qualquer coisa que dava errado. Se eu reclamasse de alguém ou alguma coisa, ela achava que eu estava reclamando dela. Então, ela começou a me ignorar e chegou a um ponto que a gente não se falava mais, na sexta temporada. Lea e eu não éramos melhores amigas”, completou a atriz.

Lea nunca se pronunciou sobre o assunto e mesmo assim a briga parece ter sido superada por Naya. Em uma entrevista para o programa Watch What Happens Live, Rivera afirmou: “Eu não acho que tenho qualquer tipo de rancor”.

Apoio

Lea não desativou os comentários de suas publicações e depois de tantas acusações passou a receber muitas mensagens de apoio. “Você é maravilhosa”, “Não ligue para o que eles dizem”, disseram muitos internautas. “São uns idiotas mesmo não tem um pingo de noção nem empatia com a mulher que não tem nada haver com a história”, escreveu uma seguidora.

No Twitter, o tema ganhou repercussão e diversas mulheres criticaram aqueles que quiseram responsabilizar Lea pelo sumiço de Naya.

 Exercite a sororidade

Apesar de não estar nos dicionários, sororidade significa: união entre as mulheres. Segundo Babi Souza, criadora do movimento Vamos Juntas a união feminina contribui para minimizar o número de estupros e violência contra a mulher. Existem 10 formas de colocar a sororidade em prática:

1. Não enxergue as mulheres à sua volta como rivais só por serem mulheres

2. Não use critérios diferentes para julgar homens e mulheres.

3. Quando uma menina sofrer algum tipo de assédio ou violência sexual, nunca ache que a culpa foi dela.

4. Não estimule os sentimentos de inveja ou rivalidade para com as mulheres a sua volta.

5. Se tua amiga for traída pelo namorado não coloque a culpa na outra menina envolvida.

6. Quando uma desconhecida precisar de alguma ajuda, coloque-se à disposição.

7. Não incite qualquer tipo de competição entre as suas amigas.

8. Tente não criticar abertamente as mulheres a sua volta.

9. Não responsabilize suas amigas pelos filhos ou pela limpeza da casa.

10. Na próxima vez que estiver em uma situação de risco na rua, observe: do seu lado pode estar outra mulher passando pela mesma insegurança. Que tal irem juntas?

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.