Gusttavo Lima censura saia de Andressa Suita e recebe melhor resposta

Cada momento que uma mulher não se cala frente uma atitude machista, o mundo fica mais perto de promover direitos iguais

Por: Redação

O cantor Gusttavo Lima censurou a saia de sua esposa Andressa Suita, durante uma live no último domingo, 2, e levou o maior fora após a brincadeira machista. A mulher do artista criticou o short dele  e disparou: “Direitos iguais”.

Crédito: Reprodução/InstagramGusttavo Lima censura saia de Andressa Suita e leva fora da mulher

Ao participar da livre, no canal de Gusttavo Lima no Youtube, Andressa provocou: “Vem cá, peraí. Esse short está muito curto. As pernas estão muito grossas…”, disse.

Gusttavo Lima respondeu brincando: “É o seu. Peguei emprestado, esqueci minhas roupas”.

Quando Andressa se despediu do público, ela ouviu o cantor falar: “Sua saia está muito curta”.

“Ah, e o seu short…”, apontou ela para Guattavo Lima com tom e expressão de reprovação. “É seu”, disse ele.

Andressa então disparou: “Tampa as suas pernas que eu tampo as minhas. Direitos iguais”.

Gusttavo Lima tentou mudar de assunto e disse: “Vá com Deus. Juízo”.

No vídeo, é possível ver o momento da discussão a partir das 2h34min30s.

Com a popularização de campanhas feministas, a luta contra o machismo tem ganhado cada vez mais força. O aumento das denúncias de assédio sexual, violência doméstica e estupro fortaleceu o movimento e também revelou que as agressões persistem no dia a dia de grande parte das mulheres.

É importante lutar contra o machismo porque…

  • Das 500 maiores empresas do mundo, menos de 5% possuem CEO’s mulheres;
  • As mulheres realizam 6 vezes mais os afazeres domésticos do que os homens;
  • 62% dos homens acreditam que é dever deles sustentar a família;
  • 51% das mulheres concordam com os homens acima;
  • 1 em cada 3 mulheres sofre algum tipo de violência doméstica ao longo de sua vida;
  • A cada 2 segundos, uma garota menor de idade é forçada a se casar;
  • 1/3 dos países não entende violência doméstica como crime;
  • Mais de 200 milhões de garotas e mulheres foram obrigadas a passar por mutilação genital;
  • 87 mil mulheres foram vítimas de feminicídio em 2017 no mundo;
  • 58% delas foram assassinadas por conhecidos ou familiares;
  • Acontece 6 feminicídios por hora em todo o planeta;
  • No Brasil, 1200 mulheres foram vítimas de feminicídio em 2018;
  • Isso é 4% a mais do que em 2017.