Últimas notícias:

Loading...

Acusado de homofobia, Mauricio Souza deixa marcas em estado de alerta

As assessorias de imprensa já estão com comunicados prontos, esperando o pior

Por: Redação

Sem emprego e acusado de homofobia, Mauricio Souza tem deixado marcas de moda em alerta. Os donos estão com medo de terem suas empresas associadas com a imagem do apoiador de Jair Bolsonaro (sem partido).

Acusado de homofobia, Maurício Souza deixa marcas em estado de alerta
Crédito: Reprodução/Instagram @mauriciosouza17Acusado de homofobia, Maurício Souza deixa marcas em estado de alerta

A coluna de Gabriel Perline no Ig disse que os assessores e empresários estão desesperados com a possibilidade do público ligar a imagem de Mauricio com as marcas de roupas que ele veste nos vídeos polêmicos que vem compartilhando.

Esperando qualquer tipo de ação de boicote, as assessorias de imprensa dar marcas já teriam comunicados prontos para uma possível gestão de crise.

Segundo a coluna, os assessores dessas marcas começaram a dialogar entre si para trocar informações, desenvolvendo campanhas conjuntas, caso seja necessário. São empresas de roupas grandes, que em todos os anos estão nas passarelas da São Paulo Fashion Week.

Mauricio Souza foi mandado embora do Minas Tênis Clube depois de fazer uma postagem criticando uma HQ em que o novo Superman se assumiria bissexual. O texto foi considerado homofóbico e as empresas que patrocinavam o time fizeram pressão para que o jogador fosse demitido.

Atualmente, Mauricio está sem trabalho e vem utilizando seu espaço digital para fazer campanhas ao lado de Jair Bolsonaro.

Compartilhe: