Mãe de Neymar fala de estupro e pede: ‘Perdoe essa menina’

Nadine Gonçalves demonstrou apoio ao jogador e disse que acredita em sua inocência

Por: Redação

Nesta terça-feira, 4, Nadine Gonçalves, mãe de Neymar, quebrou o silêncio e se manifestou após a repercussão do caso de estupro envolvendo o jogador do Paris Saint-Germain (PSG).

A matriarca da família Silva Santos postou uma foto abraçada ao atacante da Seleção Brasileira e sua irmã, Rafaella Santos, e escreveu um texto de apoio ao atleta.

Crédito: Reprodução/InstagramNadine demonstrou apoio ao filho, Neymar Jr.

Entre outras coisas, Nadine pediu para que o jogador se concentre em jogar futebol e que perdoe a mulher que fez as acusações.

“Filho, neste momento em que tudo finalmente esta sendo esclarecido e a verdade de Deus está vindo à tona é hora de aprender com tudo isso e voltar pra Jesus Cristo, seu primeiro amor. Ele é único que realmente conhece seu coração, confie nele. Se concentre no que você mais ama na vida que é jogar futebol! É isso que vai lhe devolver a alegria que andou desaparecida nos últimos dias. Cristãos que somos, PERDOE ESSA MENINA! Eu e sua irmã, como mulheres, podemos te garantir que ELA NÃO NOS REPRESENTA. Te amo muito e continuarei orando por você todos os dias da minha vida. Deus te abençoe… Eu te amo”.

DENÚNCIA

Na última sexta-feira, 31, uma mulher registrou boletim de ocorrência (B.O.) em Santo Amaro, São Paulo (SP), alegando ter sido estuprada por Neymar em hotel em Paris, na França, no dia 25 de maio. O jogador segue negando as acusações.

O laudo médico dos exames aponta hematomas, problemas gástricos, perda de peso e sintomas de stress pós-traumático em seu corpo. Os exames foram feitos seis dias depois do suposto encontro do jogador com a moça, em Paris, na França.

Em conversa divulgada pelo “Jornal Nacional”, da TV Globo, entre advogados e mulher que acusou Neymar de estupro traz revelações sobre o caso. O escritório de advocacia Fernandes e Abreu Advogados, contratado pela mulher, rescindiu o contrato com a cliente alegando que ela havia relatado que sofreu uma agressão, mas não mencionou estupro. Mas depois fez o Boletim de ocorrência mencionando ter sido estuprada.

Porém, segundo um diálogo divulgado, a mulher diz ao advogado José Edgar da Cunha Bueno Filho que foi vítima de estupro e que foi espancada por Neymar. Nessa hora, o advogado não estranha a afirmação. Confira os detalhes AQUI.

Veja mais desdobramentos do caso abaixo:

Compartilhe: