Por onde andam os memes famosos dos anos passados?

Conheça a história por trás dos vídeos que se tornaram virais e saiba como estão seus famosos protagonistas

Em 2015, uma briga na saída de uma escola no pequeno município de Alto Jequitibá, em Minas Gerais, mudaria a vida de Lara da Silva, na época com 12 anos. “Já acabou, Jéssica?“, a emblemática pergunta feita por ela repercutiria em vídeo assistido milhões de vezes por pessoas de todos os cantos do país, tornando-se um dos memes mais famosos da década.

Lara da Silva, protagonista do meme “Já acabou Jéssica?” vive as consequências originadas pela divulgação do vídeo até hoje.

Mas, enquanto a maioria dos que assistiram àquela cena se divertiram com a postura da menina diante do desentendimento, para Lara, a protagonista da história, ter virado um dos memes mais compartilhados teve um efeito devastador: ela se tornou alvo de bullying, abandonou a escola, passou a se cortar e caiu em depressão.

Atualmente com 18 anos, Lara declarou em entrevista à BBC Brasil que até hoje lida com as consequências psicológicas originadas pela divulgação do vídeo.

“Eu tenho marcas que não mudaram em nada a minha vida. Não fiquei rica ou pobre. Só tenho marcas. Mas hoje vivo intensamente. É raro que eu seja reconhecida nas ruas atualmente, mas se isso acontecer e se fizerem comentários ruins, tento ignorar”, refletiu ela. Segundo a jovem, há um ano ela parou de se cortar, e continua no tratamento para a depressão.

O vídeo virou caso de Justiça e, tanto Lara quanto Jessica movem processos contra emissoras de televisão e redes sociais nas quais a cena foi exibida. As duas jovens pedem que as imagens sejam excluídas e cobram indenização por danos morais e materiais.

Por onde andam outros memes famosos?

Luíza, que está no Canadá

Em 2012, a jovem paraibana Luiza Rabello se tornou o centro das atenções dos brasileiros após ser citada por seu pai como a “Luiza, que está no Canadá” em uma propaganda.

Luiza, que estava no Canadá atualmente é dentista e está no Brasil

O curioso é que nem mesmo o fato de não aparecer no vídeo já que, afinal, estava no Canadá, foi impedimento para que ela ficasse famosa. A jovem, que tinha 17 anos e estava em um intercâmbio, aparece apenas em porta-retratos nas imagens.

Em um momento do comercial, o pai de Luiza diz “e é por isso que fiz questão de reunir toda a minha família — menos a Luiza, que está no Canadá — para recomendar esse empreendimento que eu assino embaixo”.

Atualmente, Luiza está no Brasil, mais precisamente em João Pessoa, onde é dentista. Ela se casou recentemente com o empresário David Rosa Lira e compartilha seu dia a dia com seguidores no Instagram.

Chloe

Em 2013, um vídeo mostrou a reação de duas crianças quando seus pais as surpreendem com a notícia de que iria levá-las à Disney.  Enquanto Lilly, a menina mais velha, se emociona e fica extremamente feliz em trocar a escola  pelo parque de diversões, Chloe, a mais nova, apenas observa o comportamento exagerado da irmã com uma expressão de genuíno espanto.

Chloe com a expressão que a tornou famosa e atualmente

Sua reação se tornou viral e a imagem da pequena até hoje é usada por aqueles que querem deixar bem claro sobre o quanto estão desprezando ou julgando determinadas situações ou pessoas.

Vários anos se passaram e a pequenina, agora com 10 anos, segue sendo uma criança adorável e aparentemente muito feliz. Ela possui uma conta no Instagram com mais de 500 mil seguidores e compartilha fotos de sua vida.

Hi, Lorena!

Em 2017 duas amigas, então com 13 anos, Verilândia Costa dos Santos e Lorena de Santana Oliveira se reuniram para um trabalho de inglês e fizeram um vídeo mostrando um diálogo com uma pronúncia bastante ‘atrapalhada’.

Verilândia e Lorena no vídeo viral e atualmente

O vídeo, no qual conversam sobre o que fizeram no fim de semana, foi publicado na internet por uma das meninas e ganhou vida própria. Com a repercussão, ambas se sentiram muito constrangidas e tentaram apagar, mas já era tarde demais.

Desde então o bordão ‘Hi, Lorena’ tem feito parte das frases dos viciados em memes. Atualmente Verilândia está cursando o segundo ano do ensino médio e vem tentando melhorar seu inglês. Já Lorena, diz que sua pronúncia continua a mesma e tem orgulho de ser reconhecida como a garota do vídeo viral.

Para nossa alegria

Em 2012, os irmãos Jefferson e Suellen Barbosa viralizaram na internet ao lado de sua mãe enquanto cantavam a música gospel “Galhos Secos”, cujo refrão começa com a frase “Para nossa alegriaaaaa”.

Família “Para nossa alegria’ no vídeo viral e atualmente quando recriaram o meme

No vídeo, os três estão sentados no sofá da sala cantando a música, quando Jefferson se empolga na hora do refrão aumentando – bastante – o volume da voz. Com o grito, sua mãe se assusta e vai embora indignada e Suellen tem uma crise de riso.

Graças ao sucesso do vídeo, os irmãos lançaram um CD, fizeram comerciais e participaram de alguns programas de TV.

Hoje em dia Suellen possui um salão de beleza com o marido e é mãe de um menino. Jefferson se tornou bombeiro civil e tem o sonho de se tornar apresentador.

Eita, Geovanna!

Em 2013, as primas Giovana e Wanessa, então com cinco e sete anos, brincavam de cantar e dançar quando um forninho decidiu atrapalhá-las. Wanessa filmava a performance e, no momento em que Geovanna encostou a mão no eletrodoméstico, ele se soltou da parede e caiu em sua cabeça.

Eita, Geovanna!

Foi então que Wanessa soltaria as frases que fariam parte de dez entre dez conversas entre amigos no ano de 1014, quando o vídeo foi divulgado: “Eita, Geovanna”. “Mãe, o forninho caiu”.

“O vídeo aconteceu no ano de 2013. Na época, eu tinha 5 anos e a Wanessa tinha 7. A gente gostava de brincar de moda, desfile, essas coisas. No dia que aconteceu o vídeo do forninho, a gente pensou em fazer algo diferente. A Wanessa pensou: ‘por que você eu não sou a cantora e você a dançarina?’ Chegou uma parte que eu coloquei a mão no forninho. Ele estava cheio de livro e fez com que ele ficasse muito pesado para mim”, contou Geovanna ao Gshow.

A responsável pela publicação do vídeo foi a irmã de Wanessa que acreditou que apenas amigos próximos assistiriam às imagens, mas o resultado foi bem diferente.

Até hoje as duas primas ainda são reconhecidas por causa do vídeo e do meme. “Muitas pessoas até hoje perguntam: ‘nossa, você é a mesma do forninho? Sua prima é a Geovanna, do forninho, mesmo?'”, explicou Wanessa.