Na CNN, entrevistada critica comentários de William Waack sobre racismo

Ex-consuela francesa Alexandra Loras deixou jornalistas da CNN em situação desconfortável após criticar decisão da emissora ao vivo

Por: Redação

Em sua participação em uma entrevista à CNN Brasil na tarde desta terça-feira, 2, a ex-consuela francesa Alexandra Loras criticou a cobertura das manifestações antirracistas que acontecem nos EUA por parte da própria CNN Brasil, devido ao fato do jornalista William Waack ter participado ativamente. Loras recordou, ao vivo, que Waack foi demitido da Globo após o vazamento de um vídeo em que o então âncora do “Jornal da Globo” foi racista.

“Hoje, a CNN e toda mídia brasileira têm o poder de convidar acadêmicos negros para conversar sobre essa temática. Quando vejo o William Waack, que foi mandado embora por um episódio de racismo, e hoje ele debater tanto tempo sobre o racismo… Eu acho que deveríamos também convidar negros para debater sobre essas questões”, disse ela, enquanto era entrevistada por Daniela Lima no programa “CNN 360º”.

A CNN já havia sido criticada nas redes sociais pela decisão de colocar William Waack nesta posição.

cnn racismo william waack
Crédito: Reprodução/CNN BrasilEntrevistada da CNN causa climão ao criticar cobertura de racismo por parte do William Waack

A ex-consuela fez referência ao vídeo em que William Waack estava conversando nos bastidores durante a cobertura do “Jornal da Globo” da vitória de Donald Trump na eleição presidencial, em 2016. As imagens mostram o jornalista xingando um motorista que passa buzinando.

Está buzinando por que, seu merd* do cacete? Deve ser um, com certeza, não vou nem falar de quem, eu sei quem é, sabe o que é?”, disse ele, que cochicha a palavra “preto” no ouvido do entrevistado ao seu lado.

No mesmo dia, Waack foi afastado da direção do “Jornal da Globo” e, posteriormente, o jornalista já não fazia mais parte do escopo da emissora.

Como denunciar casos de racismo

Racismo é crime previsto pela Lei 7.716/89 e deve sempre ser denunciado, mas muitas vezes não sabemos o que fazer diante de uma situação como essa, nem como denunciar, e o caso acaba passando batido.

Saiba como proceder caso seja vítima ou testemunha de um caso de racismo.

Compartilhe: