CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Netflix: ‘A vida em mim’ desvenda a Síndrome da Resignação

Por: Laura Sarkovas

Você já ouviu falar sobre a Síndrome da Resignação?

O documentário “A vida em mim”, disponível na Netflix, revela essa doença que atinge centenas de jovens e crianças refugiados na Suécia e que têm sintomas parecido com os do coma.

Cartaz “A Vida em Mim”

Nos últimos 15 anos, o número de pessoas que desenvolveram essa síndrome vem crescendo drasticamente. Mais de 90% dos casos se concentram na Suécia, mas começam a despontar em outros locais de abrigo, como por exemplo, na Austrália, no Centro de Processamento Regional de Nauru.

Contudo, as causas ainda são pouco conhecidas pela comunidade médica. Segundo relatos dos pais dos jovens que apresentam a Síndrome da Resignação, tudo começa quando param de falar e passam a recusar comida e bebida.

Com o tempo vão querendo apenas ficar deitados e não reagem mais a nenhum estímulo vital, entrando em um estado de apatia física, mental e emocional.

Foto extraída do documentário “A vida em mim”.

O documentário “A vida em mim” mostra a vida dessas famílias que têm filhos nesse estado quase vegetativo em que ficam como se estivessem hibernando, com todas as suas funções vitais preservadas.

Com apenas 40 minutos, o filme mostra também a visão de médicos que parecem ainda não entender de fato o porquê de os casos estarem mais centralizados em uma região específica.

Foto extraída do documentário “A vida em mim”.

O psicólogo Mikael Billing diz: “Não conseguimos explicar porque há mais crianças com essa reação na Suécia comparado a outros países. Sabemos de casos similares em outras regiões, mas não são muitos. Até então, não temos uma explicação sobre o motivo.”

O sentimento anti-imigrante vem crescendo na Suécia e as políticas de asilo se tornaram mais rigorosas. Houve mais de 200 casos novos de Síndrome da Resignação nos últimos 3 anos. Os primeiros casos têm registro em 1990, mas foi após os anos 2000 que os números começaram a crescer com mais ímpeto.

Quando a síndrome surgiu, boatos vindos especialmente dos políticos, diziam que as crianças estavam se fingindo de doentes ou que os pais  estavam tentando envenená-las.

Depois de muitos testes ficou comprovado: não houve nenhuma manipulação externa, essas crianças estavam de fato doentes.

Crédito: Magnus Wennman for The New YorkerCrianças refugiadas que apresentam a “Síndrome da Resignação”.

Sobre o caso o pediatra Karl Sallin afirma: “Os imigrantes com essa condição parecem ser de regiões específicas: vêm dos Bálcãs e das antigas repúblicas soviéticas na fronteira sul da Rússia ou pertencem a certas minorias étnicas – o que é difícil de explicar. As crianças e suas famílias foram sujeitas quase exclusivamente a algum trauma psicológico, físico ou ambos. Além do trauma da deportação. ”

As dúvidas ainda são muitas, mas o assunto é sério e necessita de mais estudos. Conheça e aprenda mais sobre a Síndrome da Resignação no filme “A vida em mim”.

Por: Laura Sarkovas

1
Guia Negro entrevista Fabrício Boliveira: ‘A presença de negros na TV ainda é uma batalha’
O ator Fabrício Boliveira afirma que a presença de pessoas negras na televisão ainda é muito pequena e que o …
2
5 séries na Amazon e Netflix perfeitas para você maratonar com o mozão
Está cansado de acompanhar essa avalanche de notícias sobre o coronavírus? Então, separa aquele baldão de pipoca e aquela coberta …
3
Aprenda a fazer uma videochamada no WhatsApp
O distanciamento social que parte da população está fazendo as pessoas conversarem cada vez mais pelo celular. Chega mais que …
4
Jogos Olímpicos de Tóquio são adiados por conta do coronavírus
Os Jogos Olímpicos de Tóquio foram adiados por conta da pandemia de coronavírus. A decisão foi anunciada nesta terça-feira, 24, …
5
Coronavírus: serviços disponíveis para melhorar seus dias em casa
As TVs por assinatura e os serviços de streaming flexibilizaram seus pacotes e ampliaram a programação disponível para jovens, crianças …
6
Babu no BBB20: Precisamos falar sobre racismo
Os inúmeros episódios de racismo sofridos por Babu no BBB 20 estão dando o que falar. Segue com a gente …
7
Ronaldinho Gaúcho e a polêmica do passaporte falso no Paraguai
Dizer que Ronaldinho Gaúcho é o rei do rolê aleatório gera um total de zero novidades. Mas o bruxo resolveu …
8
Assédio de Pyong ganha destaque em paredão com Guilherme e Gizelly
Não faltou polêmica no paredão entre Guilherme, Pyong e Gizelly no Big Brother Brasil 20.Isso porque o paredão desta terça-feira, …