Netflix: ‘Elisa y Marcela’ um amor à frente de seu tempo

Por: Laura Sarkovas | Comunicar erro

Você já imaginou ser possível a Igreja Católica realizar um casamento entre duas mulheres na Espanha em 1901 e esse casamento nunca ter sido anulado?

Parece mentira? Mas não é. O filme “Elisa y Marcela”, disponível na Netflix, conta essa história que é real.

Crédito: PosterPôster de Divulgação

Essas duas mulheres se casaram na Igreja de San Jorge, na região de Coruña, na Galícia, mais de cem anos antes do casamento entre pessoas do mesmo sexo ter sido legalizado por lá.

Para fugirem das regras locais, Elisa forjou um documento de um parente falecido e se passou por um homem para viabilizar a primeira união homossexual registrada na Europa.

Crédito: La Voz de GaliciaLa Voz de Galicia de 30 de junho de 1901

Com uma voz feminina que sussurra logo no início: “quero saber sobre as mulheres que vieram antes”, a obra nos coloca em um contexto histórico que nos faz pensar sobre as transformações que a sociedade sofreu até chegar nos dias de hoje.

A diretora do filme Isabel Coixet, conta que ficou extremamente mexida quando conheceu essa história através do livro “Elisa e Marcela – além dos homens”, de Narciso de Gabriel.

Em uma declaração falou para quem o longa é destinado: “A todas as pessoas que passam a vida tentando se encaixar em um mundo que não está pensado para elas. Aos diferentes, aos estranhos, às mulheres e aos homens que não se sentem nem mulheres nem homens, apenas pessoas. Aos que amam.”

Capa do Livro “Elisa y Marcela” de Narciso de Gabriel

Ela carregou essa ideia por dez anos tentando concretizá-la, mas muitos foram os obstáculos até que o filme saísse. Coixet bateu em algumas portas e enquanto alguns não aceitavam o fato da obra ser toda em PB, outros achavam a narrativa inverossímil ou exótica demais.

Depois de muito batalhar, a Netflix aceitou bancar o filme que já recebeu diversos elogios e foi indicado ao Urso de Ouro no Festival de Berlim 2019.

Da esq. para a dir., Natalia de Molina, Greta Fernández e Isabel Coixet na Berlinale

Ao ser perguntada se achava que havia feito um filme político, Isabel Coixet declarou:  “Sou contra o casamento, mas espero que as pessoas façam o que quiserem. Acho importante essa frase de Marcela ao padre, ao médico e à vizinha fofoqueira: ‘Porque vocês não nos deixam viver nossa vida?’. Contudo, nunca me esqueci que isto é um filme, não um manifesto.”

Mistura de romance suspense e aventura, “Elisa y Marcela” é uma das boas novidades que a Netflix trouxe! Vale assistir !

1 / 8
1
06:43
Após ser acusado de comunista, Dimenstein cobra provas de Hasselmann
A deputada federal Joice Hasselmann perdeu a calma nas redes sociais ao atacar o jornalista Gilberto Dimenstein, acusando-o de militante …
2
04:53
Netflix e KondZilla lançam ‘Sintonia’, da periferia para o mundo
KondZilla tem razão quando afirma: "A favela venceu". “Sintonia”, a nova série da Netflix, prova isso. A ideia original é dele …
3
04:21
Sinais que indicam problemas no estômago
Ter tosse seca pode ser um sinal que o seu estômago não vai muito bem. Hoje, o Dr. Raul Cutait, médico …
4
03:43
O estrago de Frota é maior que o Bolsonaro poderia acreditar
Após ser expulso do PSL, o deputado federal Alexandre Frota confirmou sua filiação ao PSDB, partido de João Doria, governador …
5
03:03
Câmara aprova projeto de lei sobre abuso de autoridade
A Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que define quais situações configuram abuso de autoridade. Agora, o texto …
6
04:07
Um pedido de desculpas à Angela Merkel pelas ofensas de Bolsonaro
Depois de dizer a um repórter que ele deveria fazer cocô dia sim, dia não para preservar o meio ambiente, …
7
03:26
Mortes provocadas pelo fim dos radares deveriam ter nome de Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro determinou nesta quinta-feira, 15, a suspensão dos radares de fiscalização de velocidade móveis em rodovias federais …
8
04:56
‘Risk’, na Netflix, vaza a imagem não autorizada de Julian Assange
Será que, em um ato de coragem, você arriscaria sua própria liberdade para trazer à tona realidades que manipulam a …