Últimas notícias:

Loading...

Pamella fala do pânico na última briga com DJ Ivis: ‘Ele pegou uma faca’

A ex-mulher de DJ Ivis aproveitou a entrevista, ao Fantástico para aconselhar mulheres vitimas de violência a denunciar os agressores

Por: Redação

Uma semana após denunciar diversos espancamentos durante seu relacionamento com DJ Ivis, que foi preso na última quarta-feira, 14, Pamella Holanda contou, em entrevista ao Fantástico, na TV Globo, neste domingo, 18, os momentos de pânico que viveu na última briga com o cantor e revelou que até uma faca ele pegou.

Pamella Holanda
Crédito: Reprodução/TVGloboPamella fala do pânico na última briga com DJ Ivis: ‘Ele pegou uma faca’

Pamella Holanda e DJ Ivis se conheceram pela internet em 2018 e em janeiro de 2020 foram morar juntos. Pouco tempo depois ela engravidou e passou a sofrer violência domestica. A primeira agressão aconteceu quando ela estava grávida de cinco meses.

“Quando comecei a morar com ele, ele já começou a me agredir. Começou verbalmente: palavrão, grosserias. Eu estava grávida de cinco para seis meses. Me segurou pelo pescoço e foi me arrastando do corredor até o sofá… Teve outras. Time medo, vergonha, eu tava realizando um sonho, eu tava grávida. Sempre quis ser mãe”.

Pamela Hollanda relatou outros casos este ano. Em outra briga, “ele começou a me socar as costas, me chutou nas minhas pernas. Não lembro se lembro nessa hora que tentei me defender e o soco pegou no meu olho ou se foi uma cotovelada”, contou.

Em uma briga por ciúme, Pamella caiu no chão sem conseguir respirar e a babá foi demitida após presenciar uma das agressões.

No relato da babá divulgado pelo “Fantástico”, ela diz “ter escutado barulhos no quarto do casal que se assemelham pancadas na parede. Que a mãe do DJ Ivis tava na casa e teria dito: ‘eles estão arengando (brigando)’. E que Pamella saiu do quarto chorando mundo e com o olho roxo”.

Em julho, após outra briga por ciúmes, foi estrangulada dentro do banheiro do apartamento em que vivia com Ivis. Em outra, foi ameaçada com faca e acabou salva por uma mulher que trabalhava para a família:

“Ele pegou uma faca na gaveta da cozinha. A funcionária dele foi e segurou braço dele”.

Pamella contou que naquele dia, por volta de 10h, quase 11h ela foi para cozinha e DJ Ivis já começou a discutir. “A funcionária dele também estava na hora na cozinha. Foi na hora que ele pegou uma faca na gaveta da cozinha. A funcionária dele foi e segurou braço dele”, contou.

Sem telefone para chamar a polícia, Pamella saiu correndo procurando ajuda. Após ser ignorada pelos funcionários do condomínio, ela teve a sorte de ser escutada por uma vizinha.

De acordo com o Fantástico, Ivis e Pamella foram parar na delegacia após o episódio. DJ Ivis negou a agressão e Pamella acabou optando em não prestar depoimento por medo.

No dia seguinte, ela decidiu fazer a denúncia, o exame de corpo de delito e divulgou os vídeos das agressões nas redes sociais.

“Se fosse só a fala dele contra a minha, ninguém ia acreditar. Ele é famoso, conhecido… Ninguém imaginava que era assim. Ele acabava de brigar comigo e saia para o ensaio”, afirmou Pamella.

Ao Fantástico, a defesa do músico disse que “ele reconhece que foram totalmente desleais, e não há nada que possa justificar”. Ele “diz ainda que irá arcar com suas responsabilidades”.

Pamella Holanda conseguiu medidas protetivas contra DJ Ivis. Ela também entrou na Justiça para impedi-lo de realizar movimentações financeiras sem seu consentimento.

“Ele não pode postar imagens, nem vídeos íntimos dela. Também não pode postar qualquer imagem que vá ferir a honra ou difamá-la. Ele também não pode celebrar contratos ou vender bens”, explicou Priscila Virino Silveira, advogada de Pamella.

A ex-mulher de DJ Ivis aproveitou a entrevista, ao programa da TV Globo, para aconselhar mulheres vitimas de violência doméstica a denunciar os agressores.

“Eu não aguentava mais que minha filha escutasse o meu choro e que me visse, porque não quero que ela grave imagem de mim chorando. Eu aconselho, eu encorajo, a gente não pode se aprisionar a nada que é ruim”.