Participação de Chay em novo clipe de Manu Gavassi gera polêmica

Ativista contra relacionamentos abusivos, Feminisa publicou uma carta aberta à cantora que viralizou na web

Por: Redação
Ouça este conteúdo

A ativista feminista, Feminisa publicou uma carta aberta no Twitter à Manu Gavassi criticando a participação de Chay Suede em seu novo clipe,  ‘Deve ser horrível dormir sem mim’. O texto que fala sobre relacionamento abusivo foi publicado na noite de sexta-feira, 21, mas viralizou neste domingo, 23, e está dando o que falar.

manu gavassi
Crédito: Reprodução/InstagramParticipação de Chay em novo clipe de Manu Gavassi gera polêmica

Feminisa deixa explicito em seu perfil na rede social que o objetivo da carta não é cancelar Manu, porque “nessa história toda ela (Manu Gavassi) não é algoz. É vítima. Se qualquer mulher sem público se sente pressionada pra lacrar em cima do trauma e perdoar agressor, não dá nem pra imaginar a pressão em cima dela”, afirmou a ativista que também apontou: ” To esculachando cada um que ta aplaudindo ela sendo moralmente forçada a se reconciliar com seu agressor”.

A ativista, que tem um trabalho para conscientizar mulheres sobre relacionamentos abusivos, disse que conheceu Manu em 2013 e ficou chocada ao saber que a cantora “usou de uma situação de violência para publicizar um trabalho”. Feminisa considera que reconciliação entre a cantora e Chay Suede não deveria acontecer.

“Hoje infelizmente soube que você convidou seu agressor para protagonizar um trabalho seu. Sim, seu agressor, porque violência psicológica É violência doméstica, segundo a lei 11.340 de 7 de agosto de 2006”, aponta a ativista.

Ela ainda pondera que violência contra a mulher não é marketing e resgata os dados da violência doméstica para mostrar que o assunto é serio.

“Durante seu clipe de 10:22, cerca de 90 mulheres foram agredidas fisicamente no Brasil (dados da pesquisa do Fórum Brasileiro de Segurança Pública) Relacionamento abusivo não é uma brincadeira. Não é perdoável, não é publicizável. Violência contra a mulher não é marketing. Espero de todo o meu coração que por todas as vítimas que sobrevivem a traumas dia após dia, seja feita uma retratação. Sua música é ótima, você também. Mas o que vi hoje, é inaceitável. Como sobrevivente: eu não aceito”, afirmou Feminisa.

A ativista finaliza a carta pedindo que Manu Gavassi se retrate. Até o momento da publicação desta matéria, a cantora não havia se manifestado.

Veja a íntegra da carta no fio abaixo: