Rádio de SC se recusa a tocar Pabllo Vittar por ela ser trans

"Não sabemos se ele é homem ou mulher", afirmou a emissora

Por: Redação

Ouvintes da rádio Super FM, na cidade de Papanduva, em Santa Catarina, estão acusando a emissora de homofobia por ela se recusar a tocar músicas da cantora Pabllo Vittar.

rádio pabllo vittar
Crédito: Reprodução/InstagramRádio de SC se recusa a tocar Pabllo Vittar por ela ser trans

Um ouvinte postou no Twitter prints de uma suposta conversa entre ele a rádio. Nas imagens a emissora diz que não toca Pabllo e é questionada pelo ouvinte que recebe a seguinte resposta: “não sabemos se ele é homem ou mulher”.

Em outro print, a emissora se recusa a tocar a música ‘Parabéns’ e ao ser perguntada se”não tem música pop na programação?”, responde: “Tem música [pop], mas não essas coisas aí”.

A Super FM não se manifestou sobre o caso. Já a cantora e drag queen, falou e criticou a atitude da rádio com seus ouvintes.

“São mensagens sem respeito nenhum, espero que as pessoas se conscientizem e olhem para nós artistas LGBTQ+ como pessoas de verdade, não só como pessoas nichadas”, disse.

Depois das reclamações se intensificarem nas redes sociais, os ouvintes bombardearam a emissora de pedidos para tocar Pabllo Vittar, e então, ela cedeu e anunciou que tocaria canção da cantora. O público comemorou no Twitter.

Por que e como não ser transfóbico