Últimas notícias:

Loading...

Saindo da Record, Xuxa anuncia volta para o Grupo Globo

"Eu sou cria da Globo. Nasci na Manchete, mas sou cria da Globo", falou a apresentadora

Por: Redação
Ouça este conteúdo

“Tem um seriado maravilhoso surgindo aí”, anunciou a apresentadora Xuxa Meneghel nesta última segunda-feira, 11. Um dia antes, ela havia confirmado a saída da Record. Ao que tudo indica, ela vai fazer parte de um projeto no formato documental para a plataforma de streaming Globoplay. A novidade foi contada na entrevista com o jornalista Luis Erlanger, feita no Instagram.

Saindo da Record, Xuxa anuncia volta para o Grupo Globo
Crédito: DivulgaçãoSaindo da Record, Xuxa anuncia volta para o Grupo Globo

“O Schroder [Carlos Henrique, ex-diretor-executivo de Criação e Produção de Conteúdo] chegou a conversar comigo uma coisa parecida. Mas não era para deixar isso para fazer aquilo. Mas, sim, fazer isso [atuar] também”, começou.

“Mas sou tanto atriz como sou cantora. Só vendo disco, mas não canto (risos). [Atuar] Não é minha praia. Não é uma coisa que sei fazer. Não é. Eu vou ter que aprender muito porque quero fazer um seriado agora. Quero fazer isso. Tem um seriado maravilhoso surgindo aí a possibilidade. Quero realmente dar o meu melhor e aprender com isso”, entregou.

Ao falar sobre sua saída da Globo, Xuxa contou que se sentiu abandonada pela antiga emissora, o que não ocorreu em sua despedida recente da Record. “Quando eu saí [da Globo], me senti bastante órfã porque fui muito mimada na Globo. Esse mimo começou a diminuir. Quando eu saí, foi tipo: ‘Você não tem mais nada disso aqui. Esquece a história que você tem aqui’. Isso foi chocante”, fez desabafo.

“[Na Record] Toda hora, os diretores, os presidentes, os caras da alta cúpula chegavam para mim e falavam: ‘Você está feliz? Porque se você não estiver feliz, a gente não quer você aqui. Você está feliz?’. Agora em dezembro, eu saí da Record e fui lá me despedir do Marcelo Silva [vice-presidente Artístico e de Programação da Record]”, contou.

“Fui lá e falei para ele: ‘Gratidão pelo que eu vivi aqui. Pela possibilidade de ter aprendido e vivido tudo aqui’. E saí com uma porta que não se trancou, porque achei que a porta da Globo tinha se trancado para mim. E hoje vejo as pessoas na Globo falando com carinho de mim. Na realidade, não é de mim, é da minha história. Porque negar quem eu sou, é negar o que eles fizeram. Porque a minha história foi feita lá [na Globo]”, completou.

A antiga história que carregou desde sua saída da empresa ficou no passado. Este novo momento da carreira mostra que a aproximação com a Globo está sendo muito bem-vinda. “Hoje tenho a possibilidade de fazer um documentário onde o Globoplay vai estar presente. É óbvio que para ter a minha história, a Globo tem que estar presente. Meu documentário vai sair com o aval da Globo”, anunciou.

“Isso é uma maneira de dizer: ‘Ok. A gente realmente aceita que você é quem você é’. Eu sou cria da Globo. Nasci na Manchete, mas sou cria da Globo. Conquistei e tive a possibilidade de ficar cinco anos na Record, dois anos e meio na Argentina, dois anos na Espanha, dois anos nos Estados Unidos, tive a possibilidade de viajar o mundo porque sou cria deles”, enfatizou.

“Nessa criação da artista que sou, eu me senti um pouco: ‘Ops, eles não querem dar o braço a torcer de que me fizeram’. Hoje eu vejo que não. ‘Tanto que a gente deu o braço a torcer como vamos assinar embaixo que a tua história saiu daqui'”, reforçou sobre o produto com o Globoplay.

Compartilhe: