Suspeita de fraude faz concurso de Miss Global acabar em barraco

Depois de quase cinco horas de competição, não houve vencedora no concurso

Por: Redação

Realizada na madrugada deste domingo, 19, no México, a edição do Miss Global terminou sem vencedora. Ramiro Gutierrez, diretor de Fortalecimento e Coordenação Municipal de Oaxaca, cidade que sediava o evento, interrompeu a competição e acusou Van M. Pham, fundador do concurso, de fraudar a contagem dos votos.

“Não podemos permitir que um senhor venha fazer uma fraude aqui em nossa casa”, disse Gutierrez. “Nem que venha insultar a todos e dizer que somos ignorantes neste tema. O senhor é um fraudulento e não vamos permitir que continue com isso.”

Crédito: DivulgaçãoDepois de quase cinco horas, edição de Miss Global ficou sem vencedora

A declaração foi feita depois de quase cinco horas de show e com as candidatas visivelmente exaustas. O vídeo do evento, que era transmitido ao vivo pela internet, foi excluído pela organização do concurso de suas páginas oficiais.

Diversas misses passaram a gesticular e gritar para o público enquanto Gutierrez dava explicações sobre o encerramento da competição. Adrielle Pieve, que representa o Brasil, foi anunciada entre as onze finalistas, mas não acompanhou o barraco no palco.

Esta era a sétima edição do Miss Global, concurso que começou em 2013 e tem sede em Los Angeles.

Compartilhe: