Web aponta referências a Bolsonaro em ‘Filhos da Pátria’, da Globo

Série passada nos anos 30 teve até sinal de arminha de Fernanda Torres

Por: Redação

Os internautas que acompanharam “Filhos da Pátria”, exibida na Globo na última terça-feira, 9, perceberam algumas referências ao governo de Bolsonaro (PSL) nos diálogos dos personagens.

'filhos da ´pátria'
Crédito: Reprodução/TV GloboFernanda Torres fez sinal de arminha em nítida referência a Bolsonaro

A série conta a história da família Bulhosa, formada por Geraldo (Alexandre Nero), Maria Teresa (Fernanda Torres) e os filhos Geraldinho (Johnny Massaro) e Catarina (Lara Tremourox). Eles estão em 1930, na Era Vargas/Washington Luís.

Em uma das cenas, por exemplo, militares cercaram o palácio onde vive o presidente Washington Luís, com o objetivo de tirá-lo do poder, e um dos tenentes da 1ª Brigada de Cavalaria disse: “A nossa República caiu. Acabou a mamata, a corrupção, os conchavos, troca de favores, o cabide de empregos”, gritou, citando uma das frases mais usadas por Bolsonaro.

Em outra cena, Maria Teresa viu um dos filhos vestido com roupa de mulher e lamentou: “Deus, porque não me fulminas. Eu criei os meus filhos para serem cordeiros seus e eles se transformam em ovelhas negras. Menino veste azul, menina veste rosa”.

Esta referência, contudo, está relacionada à polêmica da ministra Damares Alves no início do ano.

O impeachment de Dilma Rousseff (PT), ocorrido em maio de 2016, também foi lembrado pela série quando Maria Teresa fez panelaço e pediu a saída de Washington Luís usando a famosa frase “Tchau, querido”. “E pode tirar um presidente assim só porque o povo quer? Adorei isso. ‘Não gostei de você, rua’. Tchau, barbado. Tchau, querido”, completou.

Confira as reações dos internautas: