Últimas notícias:

Loading...

Youtuber deleta conta após aparecer em vídeo insistindo para o filho chorar

"Eu não deveria ter feito isso", lamentou Jordan Cheyenne, que tem mais de 500 mil inscritos no YouTube

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Jordan Cheyenne, uma youtuber norte-americana que possui mais de 500 mil inscritos, deletou sua conta na plataforma após publicar sem querer um vídeo em que pede para o filho de 9 anos forçar o choro.

Youtuber deleta conta após aparecer em vídeo insistindo para o filho chorar
Crédito: Reprodução/Twitter @artangelllYoutuber deleta conta após aparecer em vídeo insistindo para o filho chorar

Nas imagens do vídeo publicado na última quarta-feira, 8, Jordan e o menino receberam a notícia de que sua cachorra de estimação estava com uma doença grave. A mãe consola o filho e pede por orações.

Na sequência, em uma parte que a youtuber provavelmente esqueceu de deixar fora da edição final, ela insiste para que o filho chore e pede que ele faça gestos como levar as mãos ao rosto.

“Aja como se estivesse chorando”, ela diz ao garoto, conduzindo-o contra o peito. “Eu estou chorando. Estou triste de verdade”, fala a criança.

Youtuber deleta a conta da plataforma

Com a grande repercussão negativa, Jordan falou através do Instagram que não vai mais incluir o filho em seus conteúdo. Na última segunda-feira, 13, porém, a youtuber disse à revista Insider que apagaria o canal para se concentrar na “saúde e bem-estar” do menino.

“Ficar completamente offline, cancelar todos os vídeos e monetização e priorizar meu filho são tudo que me interessa. Estou enojada e horrorizada com o que fiz e não há absolutamente nenhuma desculpa. É terrível em muitos níveis. Amo meu filho mais do que tudo e vou me arrepender desse momento para sempre”, diz ela no comunicado.

No mesmo dia em que postou vídeo polêmico, Jordan tentou se explicar sobre o ocorrido.

“No final do vídeo, eu estava tão exausta emocionalmente… Eu o tinha no meu ombro e eu estava tipo ‘venha posar para a capa do vídeo comigo’… Eu não deveria ter feito isso”, confessou a youtuber, que afirmou ter recebido muitos ataques nas redes sociais.

“Aquelas poses para a capa foram erradas e sem noção da minha parte, mas isso não justifica o bullying e o assédio”, lamentou.

Trecho do vídeo

Compartilhe:

Tags: #Youtube