Créditos: Marcello Casal/Agência Brasil

Recurso conta com informações em tempo real

O aplicativo Waze, velho conhecido dos motoristas por recomendar rotas mais rápidas, lançou um novo recurso que informa em tempo real onde é possível encontrar gasolina. A funcionalidade foi criada em meio à greve dos caminhoneiros, que afeta o abastecimento de combustíveis em todo país.

O recurso funciona a partir de informações compartilhadas entre os motoristas. Na última sexta-feira, o app enviou uma mensagem para seus 9 milhões de usuários pedindo para que eles relatassem em quais postos ainda encontravam combustível, quais os tipos (gasolina, álcool e diesel) e os preços.

Selo Facilite

Como usar a função

Segundo a mensagem do Waze, o passo a passo para verificar onde há combustível é simples:

  • Clique em "alertas" (botão laranja no canto inferior direito) e depois em "preços";
  • Escolha o posto e insira o preço para cada tipo de combustível;
  • Caso não haja combustível, desmarque a opção "disponível".

Tem alguma dúvida? Confira o vídeo abaixo:

Avisar disponibilidade de combustível e atualizar preços no Waze

Como avisar disponibilidade de combustível e atualizar preços. Vamos nos ajudar uns aos outros, Wazers!

Posted by Waze on Saturday, May 26, 2018

Paralisação

Em seu 9º dia, a greve dos caminhoneiros segue pelo país com protestos em ao menos 24 estados e no Distrito Federal. Um dos efeitos da paralisação é o desabastecimento de postos de combustível. Já o transporte público segue reduzido em parte das cidades.

Neste domingo, 27, o presidente Michel Temer anunciou a redução de R$ 0,46 no litro do diesel por 60 dias, entre outras medidas. Ao mesmo tempo em que representantes dos caminhoneiros afirmaram aceitar a proposta e encerrar a greve, sindicatos e outras lideranças querem mais garantias do governo.

Caminhões-tanque saíram de distribuidoras com escolta policial para abastecer postos de alguns estados, como Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Distrito Federal. No entanto, a situação ainda está longe de ser normalizada, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Veja a situação do abastecimento, de acordo com informações divulgadas pela Folha de S.Paulo e pelo G1:

Grande São Paulo

Em São Paulo, cerca de 500 postos (17% do total de 2.900) já foram abastecidos até esta quarta-feira, 30, de acordo com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado São Paulo (Sincopetro). Todas as bases de distribuição de combustíveis estão operando normalmente na Grande SP.

A expectativa é que até sexta-feira, 1º, metade dos postos tenha recebido combustíveis na região metropolitana de São Paulo e, até domingo, 3, a situação de todos os postos na região metropolitana deve se normalizar.

Avenida Vereador João de Luca (São Paulo)
Avenida Ricardo Jafet, 3.274 (São Paulo)
Avenida Prof. Abraão de Morais, 1.180, Saúde (São Paulo)
Rua Afonso Braz, 603 - Vila Nova Conceição (São Paulo)
Rua Teodoro Sampaio, 1230 - Pinheiros (São Paulo)
Rua Dr. Frederico Steidel, 58 - Santa Cecília (São Paulo)
Rua Manoel Dutra, 222 - Bela Vista (São Paulo)
Avenida Brigadeiro Luís Antônio, 1967 - Bela Vista (São Paulo)
Rua Coelho Lisboa, 651 (São Paulo)
Rua Heitor Penteado, 1645 - Sumarezinho (São Paulo)
Avenida Braz Leme (altura da rua Doutor César) - Santana (São Paulo)
Avenida Dom Pedro I (altura da rua Almirante Pestana) - Vila Monumento (São Paulo)
Rua Melo Freire (Radial Leste - altura da rua Itapura) - Tatuapé (São Paulo)
Avenida Raimundo Pereira de Magalhães, na altura da ponte do Piqueri (São Paulo)
Rua Narciso Sturlini, 248 (Osasco)
Avenida dos Autonomistas, 3.840 (Osasco)
Avenida dos Autonomistas, 1.542 (Osasco)
Avenida dos Autonomistas, 1.828 (Osasco)
Avenida Inocêncio Seráfico (altura do 1.700) - Vila Silva Ribeiro (Carapicuíba)
Alameda Rio Negro x alameda Tocantins - Alphaville (Barueri)

Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, cerca de 120 postos já receberam alguma carga de combustível, informou o Sindicomb, sindicato da revenda da cidade. O número representa 15% dos 850 postos da capital. Há relatos de estabelecimentos funcionando em pontos da zona sul (Botafogo, Lagoa, Laranjeiras e Jardim Botânico), zona norte (Tijuca) e zona oeste (Barra da Tijuca).

Distrito Federal

Na manhã desta terça-feira, 29, 579 caminhões-tanque com gasolina, etanol, diesel e GLP foram escoltados até os postos de combustíveis. Segundo o Governo do Distrito Federal, cerca de 10 milhões de litros foram distribuídos na capital. O sindicato dos funcionários do setor informou que 30% dos 320 postos foram reabastecidos até segunda-feira, 28.

Bahia

Em Salvador, 80% dos 150 postos já têm combustível em estoque nesta segunda-feira, de acordo com o Sindicombustíveis, entidade que reúne as empresas do setor.

Espírito Santo

O Sindipostos-ES informou que 75% dos postos da região metropolitana e 50% no interior foram reabastecidos com gasolina e diesel na segunda-feira.

Minas Gerais

Nesta segunda-feira, 28, 32 postos de Belo Horizonte foram abastecidos, segundo a Polícia Militar.​​

Paraná

Cerca de 129 postos com combustível estavam funcionando em Curitiba nesta terça-feira, 29. A cidade tem 340 postos e o abastecimento está sendo restabelecido de forma gradual, declarou o Sindicombustíveis-PR.

  • Leia também:

Sem combustível, hamburgueria usa cavalos para fazer entregas