O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) rejeitou resolução russa que pedia uma condenação dos ataques à Síria, neste sábado, 14.

A proposta da Rússia levava em consideração que o ataque dos Estados Unidos e seus aliados – França e Reino Unido – ao regime sírio representa uma violação do direito internacional e da Carta das Nações Unidas.

Selo Facilite

Entretanto, segundo o “G1”, o pedido não surtiu efeito, e apenas a Rússia, a China e a Bolívia votaram a favor do projeto.

Em anúncio feito na última sexta-feira, dia 13, o atual presidente americano, Donald Trump, confirmou ataque contra estabelecimentos de armas químicas na Síria, como resposta a um suposto ataque químico ocorrido dia 7 de abril na cidade de Duma.

Em pronunciamento na Casa Branca, Trump afirmou: "Ordenei as forças armadas dos Estados Unidos a lançar ataques precisos em alvos associados com estabelecimentos de armas químicas do ditador sírio Bashar al-Assad".

Para Trump, os atos de Assad são "de um monstro" e o uso de armas químicas em Duma foi uma escalada significativa para o decorrer das negociações.

Leia também:

Donald Trump anuncia ataque contra a Síria