Créditos: Aleteia Image Department/Creative Commons

O Papa Francisco

O chileno Juan Carlos Cruz, que foi vítima de abuso sexual por um padre pedófilo, afirmou que o Papa Francisco disse a ele que Deus o fez gay e o ama assim, segundo o jornal espanhol El País. Este é considerado o comentário mais progressista já feito pelo líder da Igreja Católica Romana.

De acordo com o relato, o homem falou em particular com o Papa na semana passada sobre o abuso que sofreu e declarou que a questão em torno de sua sexualidade surgiu porque alguns bispos do país tentaram descrevê-lo como um pervertido e alegaram que ele estaria mentindo.

Selo Facilite

"O Papa me disse: 'Juan Carlos, que você é gay não importa. Deus te fez assim e te ama assim, e eu não me importo. O Papa te ama assim. Você precisa estar feliz com quem você é'", contou Cruz ao jornal.

Hoje aos 87 anos, o padre Fernando Karadima, que abusou de Cruz, foi considerado culpado pelo Vaticano. O principal porta-voz do Vaticano, Greg Burke, ainda não confirmou se a declaração de Cruz reflete com precisão sua conversa com o Papa.

Francisco já deu outras declarações que sugerem sua atitude aberta e tolerante em relação à homossexualidade. Em julho de 2013, ao ser questionado por um repórter sobre a existência de um suposto "lobby gay" dentro do Vaticano, o Papa respondeu: "Quem sou eu para julgar?".

  • Leia também:

7 momentos em que o Papa Francisco brilhou ao falar de temas tabus