Quem tem carro registrado no Estado de São Paulo deve ficar atento: a partir deste ano, ninguém mais vai receber o aviso do vencimento do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) em casa, pelo correio.

Créditos: welcomia/iStock

Dono de carro em SP terá de conferir valor de IPVA pela internet

A consulta agora precisa ser feita diretamente na página www.valoripva2018.fazenda.sp.gov.br ou nos sites, nas agências ou nos caixas eletrônicos dos bancos. Para saber os detalhes, é preciso informar o número do Renavam e a placa do carro.

O vencimento de quem tem carro com placa final 1 já é na próxima terça-feira, dia 9.

A mudança, segundo a Secretaria da Fazenda, ocorre para evitar riscos de extravios e também para diminuir o volume de papel. Para tirar dúvidas, ligue 0800-170 110.

Confira como pagar menos IPVA nesta reportagem.

Parcelamento de multas

Quem tem multas aplicadas na cidade de São Paulo até 31 de outubro de 2016 vai poder parcelar os débitos em até 12 vezes. Não haverá descontos no valor devido. O programa, criado pela prefeitura, foi sancionado nesta quarta-feira, dia 3.

Quem aderir ao parcelamento poderá licenciar ou vender o automóvel em questão, o que não era permitido. As parcelas não poderão ser inferiores a R$ 50, no caso de pessoas físicas, e a R$ 300, no caso de pessoas jurídicas.

A medida permite que os proprietários regularizem seus veículos, mas eles passam a ser responsáveis pela quitação do débito até a última parcela, sob pena de ter seu nome incluído no cadastros de inadimplentes. “O custo de não pagar a dívida sobe muito. A pessoa, física ou jurídica, fica com o nome sujo”, diz o secretário da Fazenda, Caio Megale.

Se houver mais de uma multa em nome do mesmo motorista, o parcelamento poderá ser conjunto. Assim, se as multas acumuladas somarem, por exemplo, R$ 600, o débito total poderá ser pago em 12 parcelas de R$ 50 cada uma.

As regras de adesão ao programa ainda não foram divulgadas.

Alckmin amplia isenção de IPVA para responsável por deficiente