Um passo à frente em relação aos modelos tradicionais de educação é conseguir trabalhar dentro da sala de aula com questões subjetivas, que vão além do giz e da lousa. É isso o que vem acontecendo lá nas escolas do Espírito Santo, onde a Secretaria de Educação, em parceria com outras instituições, iniciou o projeto “Educação em Valores, Desenvolvimento Humano e Cultura de Paz”.

O projeto inclui no currículo escolar a meditação e o desenvolvimento da inteligência emocional de cada um, capacidade de concentração e de se relacionar com os outros. O método foi implantado em 15 escolas da Grande Vitória durante o ano de 2015, depois de um piloto realizado com duas escolas do município de Serra, em 2014.

Reprodução

Créditos: Reprodução

O método aplica as práticas introspectivas e práticas de comportamento externalizado

Quem coordena o projeto é a neuropsicóloga e pesquisadora Regina Migliori. Ela também é responsável pelo MindEduca, programa que orienta todas as ações realizadas durante o projeto. Em entrevista ao Portal Namu, a especialista conta que 380 professores vão impactar cerca de 10.500 estudantes e suas respectivas famílias. A comunidade escolar como um todo é envolvida no programa.

Regina explica que a estrutura prática do método funciona em torno de dois pilares: as práticas introspectivas e práticas de comportamento externalizado. "Dentro das práticas de introspecção nós estamos trabalhando a meditação mindfulness, para todo esse desenvolvimento do sistema atencional, da estabilidade das emoções, o trabalho com os direcionamentos da psicologia positiva", disse. Clique aqui e leia a entrevista completa com mais informações.