Antigamente as pessoas faziam carreira em um ou dois lugares de trabalho durante a vida toda, hoje um profissional tem de cinco a oitos empregos diferentes em sua trajetória.

As pessoas se apegam menos às empresas e acabam aceitando novas propostas, avaliando somente salário e benefícios, o que muitas vezes gera arrependimento e até demissões. Em momentos de crise econômica qualquer mudança que tenha relação com empregabilidade deve ser bem pensada.

Para ajudar a refletir sobre esta decisão, Wagner Oliveira, especialista em recursos humanos e CEO da Woli, empresa referência em treinamentos corporativos à distância, levantou algumas questões que o profissional deve pensar antes de aceitar ou não uma nova proposta.

Temas como este são abordados por Oliveira e Romeu Zema Neto, presidente do Grupo Zema, durante a Oficina da Liderança, uma série de vídeos gratuita disponível no Youtube (https://goo.gl/1RjSlG).

- Por que estou considerando a troca de emprego?

Quando consideramos outra oportunidade de trabalho é por que algo não está nos satisfazendo no local em que estamos. Entenda exatamente o que não está certo. Pode ser a distância, o salário, a carga horário, ou mesmo o clima dentro da empresa. Esta primeira avaliação é importante para não escolher outro lugar com os mesmos “problemas”.

- Consigo mudar minha situação na empresa atual e evitar a troca?

Muitas vezes a troca de área, equipe ou carga horária pode resolver o problema e evitar a mudança de emprego. Ficar na empresa geralmente representa um risco menor, pois o funcionário já conhece o clima, a estrutura e a cultura organizacional.

- A nova empresa pode cumprir com o que está prometendo?

É comum um profissional sair para ganhar duas ou três vezes mais e depois de poucos meses descobrir que a empresa não cumpre com o que foi acordado ou que o clima para se trabalhar não é dos melhores. Avalie, busque informações com funcionários e ex-funcionários da empresa. É importante saber se o novo local de trabalho é sólido, ético e tem potencial para crescimento.

- Onde terei maior possibilidade de crescimento?

Ver os dois lados da moeda é sempre indicado nestes casos. É possível que você esteja em uma empresa menor e nela tenha chances maiores e mais rápidas de crescimento profissional do que em uma multinacional complexa. Em estruturas maiores seu salário para o cargo atual pode ser mais alto, porém demorará muito mais para ser promovido ou subir de cargo.

- Como é o ambiente de trabalho?

Não avalie apenas a questão financeira, o ambiente de trabalho é muito importante para que você se mantenha motivado. Mais uma vez procure conhecer sobre esta nova empresa, como tratam seus colaboradores no dia a dia, como eles se relacionam entre si. Vale até mesmo buscar informações sobre seu futuro chefe.

Veja também: 

Nove dicas para jovens que buscam o primeiro emprego

Rede Catraca Livre

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.