As associações Bike Anjo, Transporte Ativo e União de Ciclistas do Brasil (UCB), com apoio do Instituto Clima e Sociedade (ICS), se uniram para dar continuidade à campanha "Bicicleta nos Planos", idealizada em dezembro de 2015, em Campo Grande (MS). O objetivo é orientar a sociedade para a inclusão da bicicleta como meio de transporte nos Planos de Mobilidade Urbana (PMU) dos municípios.

Até agora, dez cidades brasileiras já fazem parte da campanha: Bragança Paulista (SP), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Fortaleza (CE), Maringá (PR), Manaus (AM), Poços de Caldas (MG), Cachoeirinha (RS), Recife (PE) e Salvador (BA). Os locais foram selecionados levando em consideração o porte dos municípios, a distribuição regional e o engajamento da sociedade civil local.

No entanto, a ideia é que a "Bicicleta nos Planos" se espalhe por mais cidades do país. Para isso, as associações criaram uma plataforma aberta com todo tipo de informação e material necessário para auxiliar pessoas que tenham interesse em incluir a bicicleta nos Planos de Mobilidade de sua cidade.

Créditos: Divulgação

O objetivo é integrar a bicicleta aos planos de mobilidade

A criação da campanha ocorreu após o descumprimento da Política Nacional de Mobilidade Urbana (PNMU, Lei Federal 12.587/2012), que determinava que os municípios brasileiros com mais de 20 mil habitantes deveriam ter elaborado este Plano até abril de 2015.

Segundo levantamento da NTUrbano, mais de 70% das cidades não cumpriram a ordem. De acordo com a PNMU, a bicicleta junto com pedestres e outros modos de transportes movidos à propulsão humana devem ser considerados prioridade nas cidades.

Para 2016, está previsto o acompanhamento dos Planos de Mobilidade Urbana das dez cidades selecionadas pela campanha e também o auxílio a outros municípios que queiram participar e se engajar.