O Hand Talk é um aplicativo gratuito que converte conteúdos em áudio, texto digitais e fotografados para Libras (Língua Brasileira de Sinais) - linguagem gestual utilizada pelos surdos.

A tradução pode ser feita de três maneiras: digitando ou colando o texto no campo determinado, capturando áudio ou fotografando um texto.

Recentemente, o aplicativo recebeu o prêmio de melhor aplicativo social do mundo pela ONU.

Ínicio e crescimento 

Ronaldo Tenório de Freitas, 28, publicitário e idealizador do projeto, explica que a ideia surgiu há seis anos, quando ainda cursava a universidade. O trabalho ficou engavetado por cinco anos.

"Adaptei a ideia para um aplicativo e depois de dois anos de trabalho conseguimos o lançamento, em 2013", conta Freitas.

Em apenas um ano o aplicativo já recebeu prêmios importantes, como o Demo Day Alagoas - cidade natal dos idealizadores-,o Rio Info e o WSA-Mobile, organizado pela ONU, na categoria "Inclusão Social", entre 15 mil participantes de 100 países.

Ajudando a enfrentar dificuldades

"Foi uma surpresa. A gente queria fazer um negócio social que pudesse ajudar as pessoas", disse o idealizador. Agora, já existem outros países interessados em ter a plataforma.

"O surdo enfrenta o mesmo problema em qualquer lugar do mundo. A maioria tem dificuldade em entender o conteúdo escrito de seu próprio país", comenta.

Além do benefício na comunicação entre surdos e não surdos, o aplicativo também ajuda no aprendizado da língua portuguesa.

"A língua nativa dos surdos é a Libras e a experiência de comunicação é gestual. O aplicativo ajuda a pessoa a ter mais acesso ao conhecimento, até mesmo em uma escola ou universidade", disse Freitas.

Tradução para sites e portais brasileiros

O aplicativo já ultrapassou a marca dos 160 mil downloads e 14 milhões de traduções. Mas, apesar do grande número de usuários e premiações, ainda tem dificuldades de monetização.

"Acabamos de lançar o serviço para sites. Com a ferramenta, é possível ter o conteúdo de um site totalmente acessível à linguagem de libras instantaneamente", disse Freitas.

A ideia é oferecer o serviço gratuitamente para os pequenos sites e blogs, e disponibilizar planos para sites grandes e portais.

Freitas explica o modelo de negócios: "O aplicativo sempre foi gratuito e existe custo para isso. A solução encontrada objetiva tornar a ferramenta mais popular e incentivar as empresas a nos apoiar. Assim, garantimos que o usuário final vai ter acesso gratuito".

Atualmente, já existem 300 sites utilizando a ferramenta  de tradução. O objetivo é atingir 2 mil  sites até o final do ano.

Instituto Quintessa

O aplicativo é um dos projetos acelerados pelo Instituto Quintessa. Conheça o trabalho da organização aqui.