Aproximadamente 47% de toda a população masculina mundial e 12% da feminina fumam. Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) indicam que o tabaco mata cerca de 10 mil pessoas por dia e é a principal causa de morte evitável no planeta.

Quem deseja largar esse vício e parar de fumar pode recorre a alguns aplicativos. A lista foi divulgada pelo site ProDoctor.

Selo Facilite

Chiclete de nicotina pode ser uma alternativa ao vício em cigarro

[/faciltie]

istock/ Saša Prudkov

Créditos: istock/ Saša Prudkov

 

1. QuitNow!: Muitos consideram este aplicativo a ferramenta mais completa disponível no mercado. Permite saber o tempo exato que passou desde que a pessoa tomou a decisão, quanto dinheiro poupou e quais são as repercussões no seu corpo, com indicadores baseados na Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o processo de melhora da saúde.

Em tempo real, traz estatísticas específicas sobre quanto tempo o indivíduo (dias, horas e minutos, o que pode ajudar a diminuir a ansiedade) fumou pela última vez, mostrando a quantidade de cigarros não fumados, o tempo salvo e, com o passar dos dias, como prêmio, uma lista de conquistas são desbloqueadas uma por uma, motivando a pessoa para alcançar sua meta. Possibilita que uma rede de usuários troque informações e um ajude o outro conversando entre si, obtendo ajuda, dicas e truques de outras pessoas, sempre no seu próprio idioma (tem mais de 40 opções), sem se expor, embora também possa compartilhar suas dúvidas e conquistas no Facebook, Twitter ou qualquer outra rede social.

2: Stop! Quit Smoking – LITE: Aplicativo que utiliza um sistema envolvendo a economia de tempo e dinheiro como fórmula motivacional ao se reduzir e parar com o consumo do cigarro. Permite a criação de uma lista de desejos com coisas que poderiam ser compradas com tal economia e compartilhar as realizações com os amigos via Facebook e Twitter. Além disso, um botão de pânico cumpre a parte de alerta-terror ao exibir imagens mórbidas e disponibilizar artigos científicos para ajudar a manter distância da tentação de fumar. (Android)

3: MyQuit Coach: Com este aplicativo a pessoa pode criar um plano personalizado com suas próprias motivações que, caso seja necessário, ajusta-se automaticamente. Ele faz o acompanhamento diário do consumo e permite saber a quantia que está indo embora a cada tragada. A pessoa pode optar por receber alertas sobre seu orçamento, ganhar prêmios e ter acesso a dicas, fatos e textos motivacionais preparados pela Livestrong.com. (iOS)

4: Quit Smoking: Cessation Nation: Recomendado para aqueles que acabaram de deixar o vício, mostra quantos cigarros a pessoa deixou de fumar, quanto dinheiro economizou e quais foram as melhorias para sua saúde. Se a vontade apertar, para driblar a tentação existe um joguinho para distrair. (Android)

5: Meu último cigarro: Este aplicativo, como outros, também mostra uma série de estatísticas, mas todas embasadas e com argumentação no conhecimento médico. Traz um leitor de nicotina e de crises de ânsia e um medidor de monóxido de carbono no sangue, além de disponibilizar exemplos motivacionais e fatos médicos diariamente. Faz um comparativo que permite prever o aumento de expectativa de vida, risco de ataque cardíaco e câncer de pulmão. (iOS)

6: Quit Smoking: Foi projetado para que o usuário se afaste gradativamente do vício, criando estatísticas a partir dos dados fornecidos pelo próprio usuário. Os gráficos revelam quantos cigarros foram fumados durante o dia, o limite de unidades recomendadas e o tempo desde a última vez que a pessoa pegou em um deles, além da quantidade de dinheiro economizado.

O software ajuda a reduzir gradualmente a quantidade de fumo no corpo até que a pessoa decida acabar de vez com o vício. É considerado ideal para todos os fumantes que não conseguem dar aquele "Basta!" repentino. Quando o usuário sentir muita vontade de fumar, deverá pressionar o botão vermelho "Smoke" e preencher o nível de necessidade e estresse que está sofrendo. Então, o programa fará o cálculo de um tempo e perguntará se a pessoa pode esperar. (Android).

Leia também:

Aposentado troca despesa com cigarro por investimento em viagens