Créditos: reprodução

Albinismo ocular: uma raríssima condição genética

Uma condição genética rara e muitas vezes celebrada e compartilhada nas redes sociais pode trazer graves consequências a seu portador. O albinismo ocular, ao contrário do albinismo oculocutâneo, afeta apenas a pigmentação dos olhos.

De acordo com o site do doutor Dráuzio Varella, na maior parte dos casos, os portadores do transtorno apresentam problemas graves de visão, enquanto a cor da pele e dos cabelos se mantém semelhante à dos membros da família sem a doença.

Há, também, o albinismo ocular ligado a cromossoma X, quando uma mutação genética ocorre no cromossoma X. As mulheres são portadoras do distúrbio, mas só os homens manifestam a condição.

  • Leia também:

Modelo albino faz campanha pela aceitação de todos os tipos de pele