Barriga muito grande, muito flácida, com estrias; seios muito pequenos, muito grandes, caídos; pernas muito finas, muito grossas, com celulite, peludas, muito musculosas. Em um mundo onde quase todas as características do corpo de uma mulher são vistas como defeito, quatro mulheres “tiraram fotos das partes dos seus corpos que as incomodavam de alguma maneira por não corresponderem ao padrão machista, racista e misógino de beleza.”

O projeto “Batalha dos Corpos - O que não tem censura nem nunca terá” se opõe ao uso opressor de photoshop em imagens de mulheres, com o intuito de esconder “defeitos” da fotografada.

“Uma recente pesquisa britânica revela que metade das garotas de 6 anos já estão infelizes por causa da aparência de seus corpos. Isso acontece porque o que se vê no espelho não é aquilo que aparece nas revistas, o importante detalhe, porém, é que o que se vê nas revistas é mentira.”

Confira algumas imagens:

Conheça o projeto  “Batalha dos Corpos - O que não tem censura nem nunca terá” .