Está em processo de investigação pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal o massacre ocorrido no mês passado de índios que eram de uma tribo isolada na Terra Indígena Vale do Javali, no Amazonas. As informações são da "Folha de S. Paulo".

Créditos: Divulgação/ Facebook/ Centro Huwã Karu Yuxibu

Comunidade indígena Huwã Karu Yuxibu, do Acre, está sendo ameaçada por ruralistas locais

A investigação começou na terça-feira, 29 de agosto, a pedido da Funai (Fundação Nacional do Índio) pela suspeita de que um grupo de garimpeiros ilegais teriam assassinado cerca de dez pessoas. Porém, a Procuradoria não confirmou o número e a etnia dos índios.

A área que está sendo investigada fica próximo ao rio Jandiatuba e o Juntaí, perto da fronteira com o Peru e cerca de 1.000 km de Manaus. Dois garimpeiros já foram presos em flagrante por porte ilegal de armas e outras pessoas estão sendo ouvidas sobre o crime.

Segundo a Ong Survival International, a denúncia apareceu quando garimpeiros foram vistos no município de São Paulo de Olivença, zona oeste do Amazonas, se vangloriando das mortes com objetos das vítimas, como flechas e um remo.

Leia a reportagem na íntegra.

Leia também: 

Brasil lidera ranking de assassinatos de ambientalistas e índios