Grávida dá à luz em porta de hospital e criança nasce morta

Em nota, hospital rebate versão e alega que mulher chegou com o feto expelido e sem vida

Por: Redação | Comunicar erro

Na madrugada da última sexta-feira, 28, uma mulher deu à luz na porta do Hospital Regional do Paranoá, em Brasília (DF). O bebê, segundo testemunhas, nasceu morto devido à falta de atendimento.

Uma paciente, que preferiu não ser identificada, gravou o ocorrido. Em entrevista à TV Globo, ela disse que a gestante estava do lado de fora do hospital sangrando e com a criança pendurada pelo cordão umbilical. “Me deparei com a cena: dois rapazes apoiando a moça, uma poça de sangue e o neném pendurado pelo cordão umbilical. Ela chorava muito”.

Hospital rebate acusação, alegando que bebê chegou sem vida – TV Globo/Reprodução

E segundo ela, o bebê nasceu sem assistência da unidade de saúde. Versão negada pelo hospital, que, em nota, informou que a gestante chegou ao local com o feto expelido e sem vida.

Ressaltou ainda que não houve recusa de atendimento. Afirmou que três médicos estavam escalados para o plantão de sexta-feira.

Nota Secretaria de Saúde

A direção do Hospital da Região Leste informa que, na madrugada desta sexta-feira (28), três médicos estavam no plantão noturno no pronto-socorro de ginecologia e obstetrícia. A paciente, que estava na 20ª semana de gestação, deu entrada na emergência às 5h22 já com o feto expelido e sem vida.

Assim que entrou, foi prontamente atendida e assistida. Portanto, não houve demora e muito menos negativa de atendimento. Foram solicitados exames pós-parto e também realizada a coleta de material para biópsia. A paciente recebeu alta às 14h10 de hoje [sexta]./Com informações do G1. 

Compartilhe: