EM ALTA

Morre Kelly Preston, esposa de John Travolta, aos 57 anos

Atriz de 'Jerry Maguire' e 'Irmãos Gêmeos' fazia tratamento contra um câncer

Por: Redação

Kelly Preston morreu aos 57 anos de idade, na manhã do último domingo, 12, em decorrência de um câncer de mama. A atriz, que ficou conhecida pelos filmes ‘Jerry Maguire’ e ‘Irmãos Gêmeos’, era esposa de John Travolta.

kelly preston
Crédito: Reprodução/Instagram Kelly Preston tinha 57 anos de idade

“É com o coração muito pesado que informo que minha linda esposa Kelly perdeu a batalha de dois anos contra o câncer de mama. Ela lutou de maneira corajosa, com amor e o apoio de muitos”, escreveu o ator no Instagram.

View this post on Instagram

It is with a very heavy heart that I inform you that my beautiful wife Kelly has lost her two-year battle with breast cancer. She fought a courageous fight with the love and support of so many.  My family and I will forever be grateful to her doctors and nurses at MD Anderson Cancer Center, all the medical centers that have helped, as well as her many friends and loved ones who have been by her side. Kelly’s love and life will always be remembered. I will be taking some time to be there for my children who have lost their mother, so forgive me in advance if you don’t hear from us for a while.  But please know that I will feel your outpouring of love in the weeks and months ahead as we heal. All my love, JT

A post shared by John Travolta (@johntravolta) on

Um representante da família informou à revista People que Preston optou por não revelar o tratamento à imprensa

“Ela optou por manter sua luta de maneira privada, estava em tratamento médico havia algum tempo, apoiada por sua família mais próxima e amigos”, afirmou o representante.

Nascida em 13 de outubro de 1962 no Havaí, Preston trabalhou em dezenas de filmes e séries durante a carreira. Kelly se casou com John Travolta em 1991. O casal teve três filhos – o mais velho deles morreu em 2009 aos 16 anos.


Sinais de câncer e mama

A característica mais comum da doença é o surgimento de um nódulo nas mamas ou axilas geralmente indolor. Além disso, o paciente pode apresentar outros sinais menos frequentes; veja abaixo:

  • Inchaço de toda ou parte de uma mama (mesmo que não se sinta um nódulo);
  • Edema (inchaço) da pele;
  • Eritema (vermelhidão) na pele;
  • Inversão do mamilo;
  • Assimetria das mamas;
  • Espessamento ou retração da pele ou do mamilo;
  • Secreção pelos mamilos;
  • Inchaço do braço;
  • Dor na mama ou mamilo.

Como reduzir o risco do câncer de mama

A prevenção do câncer de mama não é totalmente possível em função dos múltiplos fatores relacionados ao surgimento da doença e ao fato de vários deles não serem modificáveis, mas além de realizar exames preventivos com frequência, a adoção de alguns hábitos de vida saudáveis, podem diminuir o risco; são eles:

  • Manter uma dieta balanceada, rica em frutas e vegetais e com pouca gordura;
  • Praticar atividades físicas regulares, pelo menos por 1 hora, 3 dias por semana;
  • Evitar sobrepeso;
  • Evitar fumar;
  • Quando amamentar, fazê-lo pelo maior número de meses possível;
  • Evitar ingestão alcoólica excessiva, mais de três drinques de alto teor alcoólico por dia.

De acordo com o Ministério da Saúde, estima-se que por meio da alimentação, nutrição e atividade física é possível reduzir em até 28% o risco de a mulher desenvolver câncer de mama.

Compartilhe: