Ferramenta mapeia empresas para gerar economia na conta de luz

Startup usa medidores próprios de energia e uma plataforma web para identificar onde e como as organizações podem reduzir seu consumo de eletricidade

Por: Redação Comunicar erro

Olhe bem para a sua conta de energia elétrica. Ela diz apenas se você gastou muito ou pouco. E se precisa dar um jeito de economizar. Surgem, então, pensamentos como “Acho que vou reduzir o tempo no banho”, ou “Vou deixar de dormir com a TV ligada”. E muito na base do “achismo”. Agora imagine essa realidade em uma empresa, onde ocorrem múltiplas atividades e processos. Para mapear os gastos de eletricidade nesses casos, uma startup criou uma ferramenta para a economia na conta de luz.

O sistema parte do princípio de que indústrias e estabelecimentos comerciais possuem, em média, um potencial de 30% de economia de energia “escondido” entre seus procedimentos cotidianos.

Mas, afinal, onde exatamente dá para “enxugar” o consumo com melhor custo-benefício, sem prejuízo aos resultados obtidos nas ações? Essa é a resposta prometida pela ferramenta.

E como ela funciona? Inicialmente, são instalados medidores de energia inteligentes próprios. As informações coletadas por eles são, então, enviadas para uma plataforma web.

A ferramenta de economia na conta de luz identifica desperdícios em meio aos processos empresariais
Crédito: iStock/lovelyday12A ferramenta de economia na conta de luz identifica desperdícios em meio aos processos empresariais

O segredo, a partir daí, está no software da plataforma. Ele possui desde ferramentas simples de monitoramento, apontando quem consome energia, como e onde, até funções mais complexas que indicam potenciais de economia e de eficiência energética. E pode ser operado tanto por especialistas como por leigos.

A startup, batizada de CUBi, foi criada por quatro jovens de São Paulo enquanto faziam mestrado no Rochester Institute of Technology, em Nova York, EUA. E foi na própria universidade que testaram o sistema de economia na conta de luz em primeira mão.

Lá, o resultado foi impactante: a instituição conseguiu economizar US$ 1 milhão na despesa com energia elétrica.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis

Os quatro empreendedores que fundaram a CUBi são Rafael Turella, Ricardo Dias, Bruno Scarpin e Tiago Justino. Segundo Turella, o mapeamento feito pelo sistema que projetaram é eficaz também por estar associado à educação dos colaboradores das empresas.

A startup, então, atua nesse sentido mais comportamental, mostrando didaticamente aos profissionais onde e como, em suas tarefas diárias, podem gastar menos energia sem prejudicar os resultados dos processos. E sem “achismos”, no caso.

Leia também: Arquitetos projetam vila ecológica para 830 pessoas

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.

Compartilhe: