Pesquisador cria hortas urbanas com plantas da Amazônia

Iniciativa é realizada em parceria com empresas, ONGs, pequenos produtores e associações de bairro

Por: Redação | Comunicar erro

Iniciativas sustentáveis plantam sementes para um futuro melhor. É o que faz, literalmente, um projeto em Belém (PA). Batizado de Verde Cidadão, ele mobiliza pessoas e organizações para criar hortas urbanas.

Seu idealizador é Daniel Oliveira, pesquisador da Natura. Ele explica que o projeto, criado há cerca de um ano, atua em três frentes principais.

“A primeira é fazer jardins com plantas nativas da Amazônia”, afirma. “Usamos espécies comestíveis ou que tenham alguma outra utilidade.”

As mudas são compradas de pequenos produtores locais, para “gerar impacto social”, diz. “O material de compostagem é fornecido por agricultores da região.”

As espécies são plantadas em espaços públicos, mas também em casas e empresas. “Algumas ações são empreendidas com a ajuda do capital privado.”

Por sua vez, outras são realizadas em parceria com ONGs e associações de bairro.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis.

O projeto de hortas urbanas Verde Cidadão é realizado mediante parcerias em Belém
Crédito: Reprodução/Verde CidadãoO projeto de hortas urbanas Verde Cidadão é realizado mediante parcerias em Belém

Em uma dessas intervenções, foi construído o primeiro parklet de Belém. A estrutura foi erguida junto com o Laboratório da Cidade. Trata-se de uma organização sem fins lucrativos que propõe soluções para problemas urbanos.

O segundo foco de atuação do Verde Cidadão está na oferta de cursos e oficinas. A meta, aqui, é empoderar a população para a tarefa de constituir hortas urbanas.

Por fim, Oliveira também promove a reciclagem de latas para plantar suas mudas.

Os recipientes são doados por uma sorveteria. Ela também fornece palitos para a decoração dos vasilhames. Esse trabalho estético é feito por meio de parceria com uma empresa de “lettering”.

O projeto de hortas urbanas Verde Cidadão deve ser formalizado em breve como negócio social, com aceleração da Yunus Negócios Sociais.

Leia também: Pesquisas sugerem árvores no tratamento acústico das cidades

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.

Compartilhe: