Hotéis adotam reciclagem de sabonetes como ação socioambiental

Rede Hilton reaproveita barras de quartos de hotel em parceria com organização que fornece sabão para comunidades sem recursos

Por: Redação | Comunicar erro

Em se tratando de questões ambientais, não dá mais para lavarmos as mãos. Afinal, combater a poluição e salvar o planeta é missão de todos. Aliás, nem estabelecimentos que vivem do turismo estão só a passeio nessa história. A rede Hilton, por sinal, já aderiu à reciclagem de sabonetes em seus hotéis.

Dos quartos de unidades do Hilton Garden Inn, do Hampton by Hilton e do All Suites, saiu matéria-prima suficiente para produzir 1 milhão de novas barras de sabonete.

E, aqui, a ideia era mesmo a de lavar as mãos, literalmente. Todo esse ingrediente de limpeza fez parte, no ano passado, do Global Handwashing Day (dia mundial de lavar as mãos), em 15 de outubro.

Trata-se de uma iniciativa da Clean the World (limpe o mundo), organização social que fornece sabão para comunidades sem recursos. Também inclui as barras em kits de higiene para educação ou ações de socorro de emergência.

Voluntários da rede Hilton, inclusive, ajudaram a preparar 110 mil desses kits para os trabalhos de 2018.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis.

A reciclagem de sabonetes é uma das formas adotadas pela indústria hoteleira para proteger o ambiente
Crédito: iStock/RadiokukkaA reciclagem de sabonetes é uma das formas adotadas pela indústria hoteleira para proteger o ambiente

Para ser reutilizado, o sabão é triturado, desinfetado e novamente cortado. Desde 2009, quando foi criada, a Clean the World já distribuiu 48 milhões de barras para 127 países.

A reciclagem de sabonetes não é a única forma que a indústria hoteleira encontrou para preservar o ambiente.

A Marriott International, por exemplo, estabeleceu metas de redução do desperdício de alimentos pela metade. Além disso, a rede quer diminuir a quantidade de resíduos enviados para aterros em 45% e o uso de energia elétrica em 30% até 2025.

Também tem trocado aquelas garrafinhas de xampu, condicionador e sabonete por sistemas de abastecimento montados na parede. Assim, elimina a necessidade de utilizar os pequenos recipientes plásticos.

Leia também: Tênis ecológicos da Nike utilizam couro reciclado e tinta vegetal

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.

Compartilhe: